Rafael Chiarella

Ex-meia do Corinthians e Juventus
por Rogério Micheletti
 
Rafael, o Rafael Chiarella Neto, ex-meia-esquerda do Corinthians nos anos 50 e 60, morreu vítima de cirrose no dia 27 de outubro de 1980.
 
Ele, que foi considerado uma das maiores revelações das categorias de base do Corinthians em todos os tempos, era dono de uma fábrica de fôrma de sapato na cidade de Franca (SP).
 
Alto, magro e com ótima visão de jogo, Rafael começou a se destacar no time campeão do IV Centenário de 1954. Em partida contra a Portuguesa, no dia 9 de janeiro de 1955, marcou um dos gols mais importantes de sua carreira. A vitória sobre a Lusa conduziu o Timão para a final daquele Paulistão, contra o Palmeiras.
 
Ao lado de Luizinho Pequeno Polegar, Cláudio, Baltazar, Mário, Carbone (Rafael era apontado como o sucessor dele), Roberto Belangero, Gylmar dos Santos Neves, Idário e outras feras, Rafael Chiarella, que nasceu em São Paulo no dia 17 de janeiro de 1935, formou um dos melhores times do Sport Club Corinthians Paulista.
 
Com a camisa corintiana, Rafael, que ganhou o apelido de "Menino de Ouro", fez 451 jogos (111 vitórias, 257 empates e 95 derrotas) e marcou 111 gols. Depois do Timão, o meia vestiu a camisa do Clube Atlético Juventus.
 
No Moleque Travesso, jogou com Antoninho, o Antoninho Minhoca, para alguns, um dos melhores pontas da história do clube da Mooca.
ver mais notícias

Pelo Corinthians:

Atuou durante 10 anos pelo Corinthians até ser negociado com o Juventus.
Foram 456 jogos pelo time de Parque São Jorge, tendo marcado 113 gols.

Fonte:Almanaque do Timão, de Celso Unzelte.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES