Pescuma

Ex-zagueiro do São Paulo e Lusa e Corinthians
Nélson Pescuma, o Pescuma, marcante zagueiro-central de "cinco metros de altura", campeão paulista pela Portuguesa de Desportos, em 1973, naquele título dividido com o Santos de Pelé e Cejas, morreu no dia 10 de outubro de 2006, vítima de câncer no fígado.

O ex-zagueiro morava na cidade de Curitiba (PR), onde era um bem sucedido representante comercial e vendia telhas de cerâmica e amianto. Ele deixou quatro filhos e seis netos.

Pescuma começou no São Paulo Futebol Clube, jogou no XV de Novembro de Piracicaba em 1963 (o trio final do XV tinha Orlando, Orlando Maia e Pescuma) e foi encontrar grande destaque como zagueiro de área do Coritiba, em 1971, sendo dirigido pelo inesquecível e saudoso Elba de Pádua Lima, o Tim.

Naquele time do Coxa jogavam: Célio, Hermes, Pescuma e Nilo; Hidalgo e Cláudio Marques; Leocádio, Renatinho ou Negreiros (ex-Santos), Tião Abatiá, Paquito e Rinaldo (ex-Palmeiras e Seleção Brasileira de 1964,1965,1966). Pescuma teve também rápida passagem pelo Corinthians em 1974. Disputou apenas o campeonato brasileiro daquele ano totalizando 17 jogos e marcando 1 gol contra e nehum a favor. Antes, defendeu também rapidamente o Fluminense.

Na galeria de fotos de Pescuma, com excessão de Renatinho, você pode conferir esse belo time do Coritiba, campeão paranaense de 1971. Foi o início de seis anos de conquista no Paraná, tornando-se hexacampeão em 1976 pelo Coxa.

Perceba que em todas as fotos Pescuma se destaca e faz juz ao "zagueiro de cinco metros de altura". Ele que, além dos times mencionados acima, também tomou conta da zaga do União Bandeirante.

Ainda sobre Pescuma, o site Terceiro Tempo recebeu no dia 11 de outubro de 2008, do internauta Sérgio Roberto Cesário (srcesario@ibest.com.br), o seguinte e-mail:
"ALÔ MILTON NEVES: De início, os meus cumprimentos. Espero encontrá-lo, com muita saúde, juntamente com os seus familiares. Estou à sua disposição, aqui em Presidente Prudente. Ontem, estive com o Reginaldo (marcou um dos gols decisivos, naquela decisão com AA.Ponte Preta de Campinas em dezembro de 196l, no Estádio do Pacaembu, todo enlameado, pois, foi um domingo chuvoso. Marcou o segundo gol da prorrogação( resultado) 02X00, de peixinho(cabeça), aliás era uma das suas características, face à sua estatura diminuta. Lembro-me um domingo também chuvoso, aqui em Prudente, no Estádio Félix Ribeiro Marcondes, hoje, um belo clube social e recreativo, jogando Prudentina e Xv de Piracicaba, a Prudentina ganhou de 4x0, deu, um show de bola, o Reginaldo também, fez um gol de peixinho, à Prudentina estava atacando no gol dos fundos (dos eucaliptos). O Nivaldo (Brucutu) ex-Noroeste e Ponte Preta, remanescente do Baquinho de Pelé, cruzou e o Reginaldo, fez o gol, também. o campo literalmente encharcado.Curiosidade, Milton: Sabe quem era o zagueiro-central do XV? Nada mais, nada menos, que o PESCUMA, aquele zagueiro grandalhão. O Regi, voou, por debaixo de suas pernaltas, e colocou à sua cabecinha, no meio, e fez um belíssimo gol. Árbitro do jogo: Albino Zanferrari, lembro-me como se fosse hoje, Milton. Um domingo lúgubre, e cavernoso, aquela domingueira. O XV de Novembro, com um timaço: Orlando Maia, Sidney (goleiro) Gatão, Ladeira, Pescuma, Piau, que estava começando, o técnico era o " Capão"; naquela ocasião. O ano foi em 1963, ou 1964. A Prudentina, também tinha um esquadrão respeitável, que nos dias atuais, disputaria com toda à certeza, o título de campeã brasileira.Ah, o Reginaldo, mandou-lhe um abraço afetuoso. Qualquer notícia, sobre à Prudentina e o Corintinha, sempre estarei à sua disposição. Abraço, fraternal; Sérgio Roberto Cesário.?
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

Mais lidas

  • Sem notícias nesta categoria
  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    39
  • 2 San
    37
  • 3 Pal
    36
  • 4 Cor
    32
  • 5 São
    31
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES