Mário Américo

O mais folclórico e conhecido massagista brasileiro de todos os tempos
por Marcelo Rozenberg

O massagista Mário Américo, o mais famoso da história do futebol brasileiro, nasceu em 28 de julho de 1912 em Monte Santo, Minas Gerais, e morreu aos 77anos, em São Paulo, no dia 09 de abril de 1990.

Quando criança, sonhava em ser músico, mas quis o destino que, anos depois, se torna-se em um competente lutador de boxe, com vitórias até em ringues europeus.

A carreira de pugilista, por sinal, começou em 1937 no Madureira. A de massagista no mesmo ano.

Especializou-se após cursar em 1942 a Escola Nacional de Educação Física. Trabalhou em clubes como Vasco e Portuguesa, onde chegou na década de 50 com direito a luvas no contrato. Mas relevante e lembrada com carinho mesmo foi sua passagem pela Seleção Brasileira. Participou de sete copas do mundo entre 1950 e 1974.

Em seus tempos de massagista, ganhou o apelido de pombo-correio, por sua incrível rapidez em transmitir mensagens de treinadores a jogadores.
 
Folclórico, foi personagem de histórias impagáveis. Na Copa de 1962, por exemplo, roubou a bola da decisão em que o Brasil derrotou a Tchecoslováquia. Intimado pela Fifa a devolver o objeto, entregou uma réplica aos cartolas e trouxe para nós essa relíquia maravilhosa.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES