Luizão

Ex-atacante do Palmeiras, Corinthians, Vasco e São Paulo

por Tufano Silva

Luiz Carlos Bombonato Goulart, o Luizão, grande goleador que, após marcar época no Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Vasco, em 2010 integrava o time do Flamengo de Showbol, que disputava o Torneio Rio-São Paulo, além de trabalhar na Gestifute, a maior agência de carreiras de jogadores de futebol do mundo.

Nascido em Rubinéia, interior do estado de São Paulo, no dia 14 de novembro de 1975, Luizão iniciou sua carreira nas categorias de base do Guarani, em 1991. No ano seguinte, fez sua estreia no time profissional, em uma partida contra o Santos, que terminou empatada em 1 a 1.

Pelo fato de ainda ser muito novo e não ter experiência, o atacante foi emprestado em 1993 para o Paraná Clube. Mesmo tendo conquistado o Campeonato Paranaense daquela temporada, o goleador não teve uma passagem muito feliz pelo time de Curitiba, já que não balançou as redes nos seis jogos que realizou por lá.

Voltou ao Guarani em 1994, onde permaneceu até o final de 1995. Neste período em que ficou no clube de Campinas, Luizão participou de 37 jogos e marcou 16 gols.

O bom desempenho do avante no Bugre fez com que o Palmeiras o contratasse no início de 1996. Logo que chegou, conquistou o Campeonato Paulista daquela temporada, sendo peça fundamental do ataque Alviverde, que só nesta competição marcou mais de 100 gols.

No ano seguinte, não resistiu às propostas dos clubes europeus, e foi contratado pelo Deportivo La Coruña, da Espanha. Pelo "Depor", mesmo tendo conquistado o Troféu Teresa Herrera, Luizão não conseguiu se destacar e foi negociado com o Vasco da Gama.

De cara, o atacante conquistou dois títulos importantes pelo Gigante da Colina: o Campeonato Carioca de 1998 e a inédita Copa Libertadores da América. No entanto, não conseguiu ter sequência durante o resto do ano, e acabou transferido para o Corinthians.

Como acabou virando rotina na carreira do atacante, chegou ao time do Parque São Jorge conquistando títulos: o Paulistão e o Brasileirão de 1999. Jogou pelo Alvinegro até 2002, e neste período, ainda faturou o título Mundial, em 2000, e outro estadual, em 2001.

Foi convocado para a Copa de 2002. Reserva de Ronaldo, Luizão teve poucos minutos em campo na campanha do pentacampeonato, mas o suficiente para participar de uma das maiores polêmicas daquele Mundial. Foi ele quem sofreu a falta fora da área em que o árbitro marcou pênalti, na partida contra a Turquia, quando o placar estava em 1 a 1. Rivaldo converteu e o Brasil venceu o duelo por 2 a 1.

No ano da Copa, Luizão teve uma rápida passagem pelo Grêmio, e logo depois voltou para a Europa, desta vez para jogar na Alemanha, pelo Hertha Berlin. Após passar dois anos no futebol alemão e não conquistar nenhum título, retornou ao Brasil para defender o Botafogo.

Apenas ajudou o Alvinegro a escapar do rebaixamento e se transferiu para o São Paulo, tendo participação fundamental na final da Libertadores de 2005, quando o Tricolor conquistou o torneio pela terceira vez, e o goleador deixou sua marca.

Após a conquista, o desempenho de Luizão nos campos caiu, e o atacante teve algumas passagens sem sucesso por Nagoya Grampus-JAP, Santos, Flamengo, São Caetano, Guaratinguetá-SP e Rio Branco-SP.

No dia 17 de fevereiro de 2019, Luizão participou do Domingo Esportivo Bandeirantes. Confira a entrevista na íntegra:

No dia 14 de julho de 2019, Luizão participou do Domingo Esportivo Bandeirantes ao lado do técnico Paulo Autuori. Confira a íntegra da entrevista:

No player abaixo, ouça a participação de Luizão no "Domingo Esportivo Bandeirantes" do dia 3 de novembro de 2019: 

 

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES