Lindolfo

O goleiro \"acrobata\", ex-Lusa

por Sérgio Quintella

Lindolfo Mário de Pádua Melo, o forte Lindolfo, conhecido como o "goleiro acrobata", devido às suas defesas elásticas, nasceu em 1930 e foi revelado pelo extinto São Bento de Marília.

Reserva imediato de Cabeção, Lindolfo, que era halterofilista, aparece em várias fotos da Lusa ao lado de Djalma Santos, Nena, Brandãozinho, Julinho Botelho, Pinga, Simão, e muita gente boa.

O paradeiro de Lindolfo é incerto. Quem nos ajuda?

O site Terceiro Tempo recebeu no dia 05 de fevereiro de 2006, do internauta Mário Lopomo (mlopomo@uol.com.br) o seguinte e-mail.

"LEMBRANÇA ? O Dia em que Garrincha, Nena e mais 20 jogadores foram expulsos de campo.

No torneio Roberto Pedrosa de 1954, no mesmo dia em que o selecionado brasileiro ia jogar contra a Hungria, Portuguesa de Desportos, estava jogando com o Botafogo do Rio de janeiro.

Por causa do jogo da Copa do MUndo este jogo foi colocado para a parte da manhã no Pacaembu.

Os times estavam desfalcados com alguns jogadores servindo a seleção brasileira. Principalmente a Portuguesa que estava sem Djalma Santos, Brandãozinho, Julinho e Pinga.

O Botafogo sem Nilton Santos e Didi. Tudo ia indo as mil maravilhas com a Portuguesa ganhando pelo escore de 2x1. Mas quando Edmur marcou o terceiro tento da Portuguesa, o beque central do Botafogo deu-lhe uma tremenda porrada pela cara.

Houve a reação do jogador da Portuguesa, e todos os demais jogadores em campo, mais reservas, técnico, medico e massagistas também entraram no rolo. Foi uma pancadaria das grossas.

Lindolfo goleiro da Portuguesa que não era grande mas atarracado, deu uma porrada na cara do goleiro reserva do Botafogo que jogou ele a três metros de distancia. Foi muito difícil acabar com aquela confusão.

Os dirigentes. Delegado e policiais (poucos) a muito custo acalmaram a confusão. Xingamentos daqui e dali faziam esquentar novamente, mas já dava para não deixar a coisa esquentar. Quando o pequeno publico que rendeu 44.050 cruzeiros, pensou que o jogo iria continuar, eis que o árbitro Carlos de Oliveira Monteiro (Tijolo) expulsou todos os 22 jogadores e mais reservas e técnicos de campo.

Não tenho notícia de que houve outro jogo com esse acontecimento de expulsões.

 PORTUGUESA: Lindolfo; Nena e Valter, Herminio, Clovis e Ceci. Dido, (Nelsinho) Renato, Osvaldinho, Edmur e Ortega.

BOTAFOGO: Pianowski; Arati, Ruarinho e Tomé. Bob, Juvenal e Floriano. Garrincha, Dino, Carlyle, Jaime e Vinicius. Arbitro: Carlos de Oliveira Monteiro (Tijolo).

 Renda: Cr$ 44.050,00 -  Estádio: Pacaembu - 22/06/1954."

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES