Laércio

Ex-goleiro de Palmeiras e Santos
por Rogério Micheletti
 
Laércio, o Laércio José Milani, goleiro do Palmeiras e Santos nos anos 50 e 60, nasceu em 1º de março de 1931 em Indaiatuba e faleceu no dia 29 de agosto de 1985, vítima de câncer na próstata.
 
Teve dois filhos, sendo que um deles, Sérgio, morreu vitimado por um infarto. Foi reserva de Gylmar dos Santos Neves durante vários anos no Santos Futebol Clube (como na foto que ilustra a página, em que aparece em pé ao lado do lendário Mauro Ramos) e participou do elenco do Peixe em várias conquistas importantes, dentre elas o bicampeonato mundial de 1962 e 1963.
 
Laércio começou a carreira de jogador defendendo o EC Primavera, time de sua cidade natal. Transferiu-se para a Portuguesa Santista, em 1948, e chegou ao Palmeiras em 1954.
 
No alviverde ele foi o sucessor do lendário Oberdan Cattani. Ficou no Palestra Itália até 1957, ano em que desceu mais uma vez a Serra, mas desta vez para jogar no Santos Futebol Clube. Foram 82 jogos com a camisa do Verdão (50 vitórias, 13 empates, 19 derrotas) e 134 gols sofridos.
 
Ele foi o goleiro do alvinegro da Vila na famosa final do Campeonato Paulista de 1959. O Palmeiras, com gols de Julinho Botelho e Romeiro, derrotou o Santos por 2 a 1 (Pelé fez para o Peixe). Ele ficou no Santos até 1969, quando encerrou a carreira.
 
Reserva de luxo

Laércio chegou a ser cobiçado por vários clubes brasileiros, mas recusou diversas ofertas. O goleiro entendia que era melhor ser reserva do fantástico time santista do que ser titular em outros clubes.
 
Fãs

Laércio, mesmo sendo reserva de Gylmar, sempre foi lembrado com carinho pela torcida santista. Um fã do goleiro quis homenagear o arqueiro quando o filho nasceu, em Cascavel (PR). "Meu nome foi em homenagem a ele. Sou torcedor do São Paulo, mas sei que o Laércio foi um grande goleiro do Santos", conta o comerciante Laércio Dias.
 
 Abaixo, vídeo completo da partida amistosa entre Santos e Hamburgo, da Alemanha, em 20 de outubro de 1962, que terminou empatada em 3 a 3, no Estádio de Hamburgo.

Marcaram para a equipe brasileira: Pelé (2) e Coutinho. Os alemães fizeram seus gols com Reuter (2) e Uwe Seeler. Mais de 72.000 espectadores assistiram a partida.

A equipe santista que foi a campo diante do Hamburgo: Laércio; Mauro, Dalmo e Zé Carlos; Calvet (Formiga) e Lima; Bé (Pagão), Mengálvio, Coutinho, Pelé e Dorval, de acordo com o Almanaque do Santos, de Guilherme Nascimento.

O vídeo completo da partida, com narração em alemão:

Acompanhe abaixo momentos da campanha do Santos FC no título do Robertão de 1968, num trabalho feito por Wesley Miranda, da ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos FC).

ver mais notícias

Números pelo Palmeiras

Laércio defendeu o Palmeiras de 1953 a 1957. Disputou 82 jogos (50 vitórias, 13 empates e 19 derrotas) e sofreu 134 gols, segundo o "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES