Júlio Espinosa

Técnico de futebol
Júlio César Castro Espinosa, o gaúcho Júlio Espinosa, técnico que "desbravou" o Japão ao lado de Oscar e Dino Sani no final dos anos 80, morreu em 17 de junho de 2022 em Florianópolis-SC, aos 70 anos. Ele lutava contra um câncer no pâncreas, causa do seu óbito.
 
Formado em Educação Física, Espinosa, nascido em 19 de dezembro de 1951, começou a vida futebolística como lateral-esquerdo, mas, segundo suas palavras, parou de jogar cedo (aos 23 anos) porque era ruim demais!
 
Casado e pai de três filhos (Fabiano, Pedro Henrique e Bernardo) foi campeão brasileiro pelo Grêmio em 81, como preparador físico. Anos antes, pelo rival Inter, Espinosa foi tricampeão  nacional (76-77-79). Em 84, em Los Angeles, atuou como auxiliar técnico de Jair Picerni na seleção olímpica que levou a medalha de bronze.
 
A carreira de técnico começou quatro anos depois, no Santos. Espinosa treinou muitas equipes, como Sport, Náutico, Internacional-RS, Figueirense, Gama, Internacional de Limeira, Rio Branco-SP, Bahia, Vitória, entre tantos outros times. "Alguns eu não gosto nem de falar, pois nunca me pagaram" dizia o sorridente Espinosa.
 
Júlio Espinosa guardava muitas recordações de vários jogadores, técnicos e personagens que estão ou já saíram da cena esportiva, como Felipão, Dunga, Leão, Vagner Mancini, Serginho Chulapa, Hugo De León, Rodolfo Rodrigues, Zé Sérgio, Vilson Taddei e, principalmente Dino Sani, que lhe abriu as portas no futebol do Qatar e no Intenacional de Porto Alegre. Espinosa tem uma enorme gratidão a Dino Sani, fiel amigo de longa data.
 
Trabalhou por um ano na Síria e retornou em 2014, por trinta dias, na cidade de Homs, para trabalhar na equipe do Al Wathba como técnico de futebol, mas os conflitos não permitiram que ele continuasse por lá.
 
No retorno ao Brasil, começou a trabalhar na FME (Fundação Municipal de Esportes) em Balneário Camboriú como coordenador de futebol.
 
Em 2015, como coordenador de futebol, ajudou a equipe do Camboriú a ser promovida à Primeira Divisão do Campeonato Catarinense de 2016, ao lado do time do Brusque.
 
Grande e saudoso Julio Espinosa!
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES