Guerra

Ex-atacante do Santos
Guerra, o Marcílio Guerra, atacante do Santos (em 1958 e1959) e do XV de Piracicaba (entre 1953 e 1957), morreu em sua Ferraz de Vasconcelos, São Paulo, no dia 25 de fevereiro de 1976. Lá, era dono da "Padaria Guerra".
 
O antigo atacante, reserva de Vavá nas Olimpíadas de 1952, deixou um filho (Juvenal Guerra) e uma filha. Teria hoje um neto. Guerra foi o único jogador do interior que, com a camisa do XV, foi capa da então fortíssima revista "A Gazeta Esportiva Ilustrada". Em Ferraz de Vasconcelos-SP, temos hoje, um ginásio com o nome de "Marcílio Guerra".
 
E no dia 15 de setembro de 2013, recebemos do filho de Guerra, o e-mail abaixo:

De: juvenalguerra2010@hotmail.com [mailto:juvenalguerra2010@hotmail.com]
Enviada em: domingo, 15 de setembro de 2013 12:42
ASSUNTO: Marcílio Guerra/ quinze de Piracicaba
MENSAGEM: Bom dia Milton, sou talvez um de seus maiores ouvintes, desde sempre, aproveitando o ano de centenário do "NHOQUIN" gostaria se possível eu conseguir o programa Cantinho da Saudade do Meu pai Marcilio Guerra conhecido como Guerra que jogou no Quinze entre 1953 e 1957 antes de vestir o Manto Sagrado do Santos F.C. em 1958 e 1959. Uma curiosidade o Guerra foi Capa de "A Gazeta Esportiva Ilustrada" em 1956 único atleta a conseguir esse feito por um clube do interior do Brasil, esse programa com o Imortal Fiori foi ao ar em fevereiro de 1976 logo a morte precoce do saudoso GUERRA, que representou o Brasil na Olimpíada de 1952 sendo o único representante do estado de São Paulo naquela Seleção, foi reserva de Vavá. Muito Obrigado Milton. Paz a todos. E por favor, mande um abraço pro meu grande amigo Irmão Abrahim cego e corintiano infelizmente. (por ser corintiano)
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES