Fernando Hierro

Ex-jogador do Real Madrid e da Espanha

por Kaique Lopreto, @kaiquelop

Fernando Ruiz Hierro, “El Jefe”, nasceu no dia 23 de março de 1968 no município de Vélez-Málaga, na Espanha. Após uma brilhante carreira como zagueiro, Hierro não deixou o futebol quando se aposentou. O ex-jogador seguiu no esporte como dirigente e, em julho de 2014, foi contratado para ser assistente-técnico de Carlo Ancelotti no Real Madrid.

Em 13 de junho de 2018, dois dias antes da estreia da Espanha na Copa da Rússia, Hierro assumiu o comando técnico da Fúria, que demitiu Julen Lopetegui após o mesmo ser anunciado pelo Real Madrid. Ele deixou o cargo logo após a Rússia eliminar a seleção espanhola da Copa, nas oitavas de final do torneio. 

Ainda muito jovem, começou sua jornada no esporte bretão no Vélez, clube de sua cidade natal. No profissional, em 1987, ele estreou pelo Real Valladolid, onde também debutou na primeira divisão da Espanha.

Ele se destacou com seu bom toque de bola, eficaz nas bolas aéreas, fatal em cobranças de falta, rápido e seguro. Simplificando, tudo o que um treinador deseja para ser seu zagueiro e capitão.

Assim, em 1989, Hierro se transferiu para o Real Madrid, onde fez história até 2003. Pelos Merengues, ele cansou de levantar taças. Em 14 anos, o zagueiro venceu o Campeonato Espanhol cinco vezes (1989/90, 1994/95, 1996/97, 2000/01 e 2002/03), a Copa do Rei uma vez (1992/93), a Supercopa da Espanha três vezes (1989/90, 1992/93 e 1996/97), a UEFA Champions League três vezes (1997/98, 1999/00 e 2001/02), o Mundial de Clubes duas vezes (1998 e 2002) e uma Supercopa da UEFA (2002).

Depois de tantos títulos e glórias, “El Jefe”, apelido que ganhou por ser um grande líder no Real, aceitou o desafio e foi para o Catar, defender o Al-Rayyan. Em um ano no clube, ele conquistou a Emir of Qatar Cup.

Mostrando ainda bom futebol, ele foi contratado pelo Bolton Wanderers, na Inglaterra, para jogar a temporada 2004/05, a última de sua carreira. Mesmo veterano, ele teve ótimo desempenho, o que deixou os diretores do time com vontade de renovar com o atleta. Entretanto, Hierro estava decidido e pendurou as chuteiras.

Pela Seleção Espanhola, Fernando também teve uma grande história. Em 89 partidas, marcou 29 gols. Além disso, participou das Copas do Mundo de 1990, 1994, 1998 e 2002. A última como capitão.

Após se aposentar, Hierro foi dirigente da Federação espanhola e do Málaga. Até que, em julho de 2014, o ex-jogador foi contratado pelo Real Madrid para ser assistente do técnico Carlo Ancelotti, substituindo o também ídolo Merengue Zidane na função.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES