Eric Cantona

Ator e ex-craque do Manchester United

"Eu conheço um amigo de Jesus: é Cantona, é Cantona", entoaram o coro no filme "Procurando Eric", do diretor inglês Ken Loach, torcedores do Manchester United, que reproduziram na arte a realidade na devoção ao ídolo francês.

Éric Daniel Pierre Kerlon, é filho de pai sardo e mãe catalã, sempre questionador, sensível artista, idealista, demonstrou sua irreverência dentro dos gramados. Em 2013, lançou o documentário "Rebeldes do futebol" e dirigia o departamento de de futebol do New York Cosmos, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Casado duas vezes, a primeira esposa foi Isabelle Ferrer (de 1987 a 2003) e atualmente sua companheira é Rachida Brakni (desde 2007).

Nascido em 24 de maio de 1966, em Marselha na França, foi revelado pelo Auxerre em 1983 e após problemas disciplinares foi vendido para o Olympique de sua cidade natal, à época, a negociação mais cara do futebol francês, cerca de US$ 3, 5 milhões em 1988.

Não fez sucesso e ainda chutou uma bola contra a torcida, brigou com o treinador, sendo emprestado para o Bordeux e posteriormente para o Montpellier e voltou para Marselha, sob o comando de Gerard Lili e Franz Beckenbauer.
Jogou bem e foi convocado novamente para Seleção Francesa.

Com a queda do técnico alemão, Cantona voltou a ter problemas com o comandante, desta vez com o belga Raymond Goethals e o presidente Bernard Tapie resolveu negociá-lo com o pequeno Nimes.

Na pequena agremiação se destacou e foi convocado para os "Les Bleus".

Mas em dezembro 1991, irritado com a postura do árbitro, atirou a bola contra o "homem de preto".

No julgamento, recebeu dois meses de suspensão e decidiu pela primeira vez se aposentar.

Então Michel Platini, treinador da França, o convenceu a mudar de idéia.

Cantona recomeçou a carreira em outro país.

Após testes no Sheffield Wednesday, perdeu a paciência com a demora na resposta e fechou contrato com o Leeds United, onde marcou três gols e sagrou-se campeão inglês em 1992.

Em 1993, foi negociado em Manchester United, era o ídolo que faltava!

Em quatro anos e meio nos Diabos Vermelho conquistou quatro títulos da Premier League (1993,1994, 1995 e 1997), três da supercopa da Inglaterra (1993, 1994 e 1996) e dois da Copa da Inglaterra (1994 e 1996).

Mas nunca evitou os problemas disciplinares, em 1996, após ser expulso contra o Cristal Palace, agrediu um torcedor com um golpe de kung fu seguido por inúmeros socos.

Recebeu uma suspensão de nove meses e uma multa de US$ 25 mil.

Mesmo suspenso, o Manchester renovou o contrato do francês por três anos, mas no selecionado da "Gália" perdeu a posição e não foi mais convocado pelo treinador Aimet Jaquet, que foi posteriormente campeão da Copa do Mundo de 1998, disputada em território francês. 

Decepcionado, resolveu se aposentar aos 30 anos.

Decisão protestada pelos torcedores, dirigentes, políticos e jornalistas, mas Cantona foi irrefutável.

Aposentado, foi o técnico campeão mundial de 2005, de futebol de areia, pelos "Les Bleus".

Pensador, filósofo, socialista, esquerdista, sempre esteve envolvido em projetos de arte e cultura. Participou dos filmes: Elizabeth (1998), Les enfants du Marais (1999) e do maravilhoso "Procurando Eric", onde interpretou a si mesmo.

Cantona atuou em oito filmes, além de peças de teatro e publicou um livro de fotografias com registros de desabrigados.

Grande colecionador de artes e proprietário de uma produtora de eventos.

Em 2013, lançou o documentário "Rebeldes do futebol", o site "Cine Dica" fez a seguinte sinopse sobre o filme:

"Quando o futebol se torna um cidadão! longe do glamour, Eric Cantona, conta a história de jogadores de futebol que resistiram. Eles são Mekloufi, Sócrates, Pasic, Caszely e Didier Drogba e eles foram capazes de dizer não! Na época do negócio do futebol parece corrupto nossa relação com o esporte, o indomável Eric Cantona faz despertar consciências, através do curso de jogadores que se opõem ao poder e se tornaram figuras de resistência além de seu desempenho atlético".

Candidato a presidente na França

Em 2012, Éric Cantona anunciou que seria candidato a Presidente da República da França. Disse que tinha o apoio de 500 prefeitos, mas não formalizou uma chapa e não obteve o apoio necessário para disputar o pleito.

Mas a sua pré - candidatura assustou e muito o ex-presidente Nicolas Sarkozy.

A eleição foi vencida pelo socialista François Hollande com 51,63% dos votos.

Publicidade

Apesar da rebeldia, estrelou inúmeros comerciais da marca esportiva americana Nike.

ver mais notícias

Crédito das estatísticas Site "O Gol"

Histórico como jogador

Época Equipe

1996/97 Inglaterra - Man. United
1995/96 Inglaterra - Man. United
1994/95 Inglaterra - Man. United
1993/94 Inglaterra - Man. United
1992/93 Inglaterra - Man. United

Inglaterra - Leeds United

1991/92 Inglaterra - Leeds United

França - Nimes

1990/91 França - Marseille
1989/90 França - Montpellier
1988/89 França - Bordeaux

França - Marseille
1987/88 França - Auxerre
1986/87 França - Auxerre
1985/86 França - FC Martigues
1984/85 França - Auxerre
1983/84 França - Auxerre

Edição

Mundial Praia 2005
Euro 92

Histórico como dirigente

Equipe:
Estados Unidos - New York Cosmos
Diretor Esportivo
(2011-2011)

Histórico como treinador

Época Equipe

2013 França - França
(Praia)
2011 França - França
(Praia)
2010 França - França
(Praia)
2009 França - França
(Praia)
2008 França - França
(Praia)
2007 França - França
(Praia)
2006 França - França
(Praia)
2005 França - França
(Praia)

Edição
Mundial Praia 2008

França

Mundial Praia 2007
França

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES