Ramon Menezes

Ex-meia do Vasco, Vitória e Atlético-MG
por Marcus Vinicius Dias Magalhães
 
Presente na maior conquista da história do Vasco da Gama, a Libertadores de 1998, Ramon Menezes Hubner, ou apenas Ramon, nasceu no dia 30 de junho de 1972 em Contagem, município mineiro. O rodado meia, que era chamado de "Reizinho da Toca", pelos torcedores do Vitória, teve passagens por várias equipes do futebol brasileiro, conquistando o cobiçado Troféu Bola de Prata em 2002.
 
Em 30 de março de 2020 foi anunciado como novo treinador do Vasco da Gama, clube onde jogou e onde trabalhava como auxiliar técnico. Teve relativo sucesso no início do Campeonato Brasileiro, quando o Cruzmaltino chegou a liderar a competição. Entretanto, após uma sequência ruim e a derrota para o Bahia pelo placar de 3 a 0, Ramon acabou demitido pela diretoria do clube carioca. 
 
O início no futebol aconteceu em 1983, pelas categorias de base do Cruzeiro, subindo para a equipe profissional em 1990. Pela equipe mineira, conquistou o campeonato estadual, duas vezes a Supercopa Sul-americana e uma Copa do Brasil de 1993.
 
Após curta passagem pelo Bahia, assinou contrato com o Vitória em 1994. Pela equipe baiana viveu umas das melhores fases de sua carreira, conquistando quatro vezes o título estadual. A boa fase no rubro-negro fez com que se transferisse para o Bayer Leverkusen no ano seguinte.
 
Com atuação apagada pela equipe alemã, marcando um gol em quinze partidas disputadas, retornou ao Brasil para fazer sua história no Vasco da Gama em 1996.
 
Pelo Cruzmaltino, conquistou o Campeonato Brasileiro de 1997, o Campeonato Carioca em 1998 e o Rio-São Paulo no ano seguinte.
Porém, o grande título de sua carreira foi a conquista da Taça Libertadores da América, a mais importante conquista da história do clube carioca. No mesmo ano, em 98, teve a tristeza de perder o Mundial Interclubes para o poderoso Real Madrid.
 
No 2000, assinou contrato com o Atlético-MG, conquistando o campeonato estadual daquela temporada.
 
Ele teve uma discreta passagem na Seleção Brasileira em 2001, marcando apenas um gol nas seis partidas que defendeu a camisa verde e amarela.
 
Em 2002, retornou para o Vasco, Em sua segunda passagem pelo Alvinegro, não conquistou nenhum título, mas teve uma impressionante média de 15 gols em 17 partidas disputadas. O ótimo desempenho despertou o interesse do Tokyo Verdy, do Japão, que contratou o meia por duas temporadas.
 
De volta ao Brasil, ele ainda jogou pelo Fluminense, Botafogo e Atlético Paranaense, além de novas passagens por Vasco e Vitória.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES