Durval

Zagueiro do Sport e do Santos
por Tufano Silva
 
Zagueiro com boas passagens pelos times do Atlético-PR, do Santos e do Sport, Severino dos Ramos Durval da Silva encerrou sua carreira como jogador de futebol profissional no dia 21 de janeiro de 2020. Seu último clube foi o Sport Clube do Recife.

Nascido Cruz do Espírito Santo-PB em 11 de setembro de 1980, o defensor iniciou sua carreira profissional defendendo o Unibol-PE, em 1999. O destaque na modesta equipe pernambucana fez com que Durval fosse contratado pelo Botafogo da Paraíba no ano de 2002.

Duas temporadas mais tarde, foi contratado pelo Brasiliense, clube no qual teve uma passagem-relâmpago, afinal, já tinha sido negociado em 2005 com o Atlético-PR. Durval era o titular do Furacão na final da Libertadores daquele mesmo ano, quando a equipe paranaense perdeu o título para o São Paulo.

Durval, no entanto, não deve gostar de lembrar desta decisão. Afinal, na primeira partida, disputada no Beira-Rio (a Arena da Baixada não podia receber o jogo por não comportar o público mínimo), o zagueiro marcou o gol contra que deu o empate ao Tricolor. No duelo de volta, o São Paulo goleou por 4 a 0.

Em 2006, se transferiu para o Sport, por onde permaneceu por três temporadas. Neste período, conquistou com o Leão quatro campeonatos estaduais (2006, 2007, 2008 e 2009), e uma Copa do Brasil, em 2008, em decisão contra o Corinthians, que à época era comandado por Mano Menezes.

O destaque na equipe pernambucana fez com que o defensor despertasse o interesse do Santos, que o contratou em 2010. Pelo Peixe, Durval conquistou três Campeonatos Paulistas (2010, 2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010), uma Libertadores (2011) e uma Recopa Sul-Americana (2012).

Em 13 de novembro de 2012, o zagueiro foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira, pelo técnico Mano Menezes, para a disputa do Superclássico das Américas, contra a Argentina. Nos pênaltis, o Brasil faturou o troféu do torneio amistoso.

Curiosidade

Durval talvez seja o único jogador que conquistou 10 campeonatos estaduais seguidos. Um pelo Botafogo-PA (2003), um pelo Brasiliense (2004), um pelo Atlético-PR (2005), quatro pelo Sport (2006 a 2009), e três pelo Santos (2010, 2011 e 2012).
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES