Dirceu Peters

Ex-goleiro do Penapolense-SP e Guarani de Campinas-SP
por Marcos Júnior / colaboraram: Francisco Milan e Adolpo Avoglio Hecht
 
Dirceu, o Dirceu Gastão dos Santos Peters, uma verdadeira "muralha" no gol, faleceu em 15 de fevereiro de 1991, aos 61 anos, em Penápolis, interior de São Paulo.

Filho do casal Adelino Peters e Nair Célia dos Santos Peters, Dirceu nasceu em Penápolis, interior de São Paulo, em 04 de fevereiro de 1929.

Também conhecido como Xexeca, Dirceu começou jogando CAP (Clube Atlético Penapolense-SP) e depois transferiu-se para Campinas, onde atuou pelo Guarani, entre 1951 e 1955.

Fez o curso de Direito na cidade de Campinas e retornou para Penápolis em 1956, quando começou a exercer a atividade de advogado.
Foi casado com Diva de Oliveira Peters, com quem teve três filhos: Dirceu, Luiz Paulo e Maria Inês.

Foi professor na Faculdade de Direito de Bauru-SP e também lecionou História, na Escola Yone Dias de Aguiar, em Penápolis e também em Avanhandava-SP.

Na política, Dirceu foi vereador pela Câmara Municipal de Penápolis (1960/1963 e 1964/1968), exercendo o cargo de vice presidente da entidade em 1964.

Foi prefeito de Penápolis entre 1969 e 1973, tendo Emílio Fonseca como vice.

Sempre teve olhos especiais para o esporte na cidade, criando escolinhas de basquete, construindo o Parque Aquático, promovendo os Jogos Regionais e o Campeonato Brasileiro de Basquete Masculino.

Além da atividade como advogado, Dirceu também foi serventuário do Cartório de Registros Imóveis e Anexos, em Penápolis.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES