Alberto Dualib

Ex-presidente do Corinthians
por Marcelo Rozenberg
 
Alberto Dualib, histórico presidente do Sport Club Corinthians Paulista, morreu no dia 13 de julho de 2021, aoss 101 anos, após um mês internado no Hospital Santa Catarina, localizado na av. Paulista, em São Paulo-SP.
 
Dualib foi presidente do Corinthians entre 1993 e 21 de setembro de 2007, quando renunciou ao cargo após meses resistindo a diversas acusações do Ministério Público de ter cometido crimes como lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, estelionato e emissão de notas frias.
 
Triste final de carreira esportiva para este homem nascido em 1º de janeiro de 1920, filho de Abílio Dualib e Hiland Dualib, portador da cédula de identidade número 1.029.682 SSP/SP e que, nos últimos anos de vida, dizia morar em São Paulo na rua Murajuba, embora passasse a maior parte do tempo recluso em seu sítio na Grande São Paulo.

Longe dos olhos da imprensa, seguiu por muitos anos trabalhando no mercado imobiliário. Ressaltava estar passando por dificuldades financeiras embora seu patrimônio mostrasse que possuía 170 imóveis.
 
No Corinthians, Dualib foi um vencedor. Além de ter construído uma bela sede social no Parque São Jorge, ajudou a formalizar três parcerias, com o Banco Excel, o fundo de investimentos Hicks Muse Tate e Furst e a MSI, que resultaram em títulos para o futebol como as Copas do Brasil de 1995 e 2002, os campeonatos brasileiros de 1998, 99 e 2005, o campeonato mundial do ano 2000 e os campeonatos paulistas de 1995, 97. 99, 2001 e 2003.
 
Sua situação começou a ficar comprometida quando tanto ele quanto seu vice, Nesi Cury, foram acusados pelo Ministério Público de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha por conta da nebulosa parceria com a MSI. Segundo o promotor José Reinaldo Guimarães Carneiro, o rombo nos cofres alvinegros apenas com as notas frias chegou a R$ 2 milhões. Paralelamente, grupos de torcedores fundaram o movimento "Fora Dualib", que passou a fazer vigília no Parque São Jorge exigindo a renúncia do velho mandatário.
 
Grampos telefônicos colocaram definitivamente um fim à tentativa do cartola de se explicar ao apresentarem provas de que ele e seus asseclas negociaram o pagamento a um fiscal da Receita Federal para que o clube não fosse autuado. Além disso, Dualib e assessores foram pegos conversando sobre a forma como jogadores contratados pelo Timão receberiam dinheiro no exterior sem o pagamento de impostos.
 
Clique aqui e leia uma matéria com Alberto Dualib, publicada no UOL, assinada pelos jornalistas Diego Salgado e Vanderlei Lima, em que o ex-presidente corintiano destaca, entre outros, o Campeonato Brasileiro de 2005, que ele acha que o Inter merecia ganhar.
 
Em 29 de maio de 2013, o UOL Esportes  publicou uma entrevista com Alberto Dualib
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES