Falcão ergue a taça diante da torcida colorada no Beira-Rio em 1979. Foto: site oficial do Internacional

Falcão ergue a taça diante da torcida colorada no Beira-Rio em 1979. Foto: site oficial do Internacional

O Sport Club Internacional pode quebrar neste doingo (21), diante do Flamengo (caso vença a partida marcada para começar às 16h no Maracanã), o jejum sem títulos no Campeonato Brasileiro que dura desde 1979, quando a equipe colorada venceu a partida decisiva diante do Vasco da Gama por 2 a 1, jogo disputado no Beira-Rio em 23 de dezembro daquele ano.

Depois de ganhar o jogo de ida no Maracanã por 2 a 0, com dois gols de Chico Spina, que substituiu o titular Valdomiro que estava suspenso, na partida decisiva, em Porto Alegre, bastava um empate para a equipe comandada por Ênio Andrade (1928-1997) levantar o troféu, recolocando o Inter como protagonista do futebol brasileiro após o bicampeonato (1975/1976), contra Cruzeiro e Corinthians, respectivamente, nos dois anos sob comando do treinador Rubens Minelli.

O JOGO DECISIVO NO BEIRA-RIO

Na etapa inicial, aos 40 minutos, Jair abriu o placar, após receber lançamento perfeito de Mário Sérgio (1950-2016). Jair apareceu sozinho diante de Leão, driblou o goleiro vascaíno e fez 1 a 0 para o Colorado.

Ainda na primeira etapa, Bira Burro, (1955-2020), que se revezava com Adilson Miranda (1950-1980) no comando do ataque do Inter, teve chance clara de fazer o segundo, mas se atrapalhou após fintar Leão e ficar sem ângulo. Ao cruzar para a área, da direita, Falcão tentou de letra mas não conseguiu ampliar.

Outra clara chance para o Inter foi com Valdomiro, no começo da etapa final, em cobrança de falta junto à linha da grande área. A bola tocou no pé da trave esquerda de Leão.

Falcão, aos 12 minutos do segundo tempo, fez o segundo tento do Inter. A jogada começou novamente com Mário Sérgio, que lançou o lateral-esquerdo Cláudio Mineiro. Este cruzou na área e a bola foi dividida entre Bira e Leão. No rebote, Falcão fuzilou para fazer 2 a 0.

O Vasco descontou no final, com Wilsinho, em falha de Benitez, aos 39 minutos. Assim, de forma invicta, feito nunca conseguido por nenhum outro time brasileiro, o Inter conquistou seu terceiro título nacional, após as conquistas consecutivas de 1975 (contra o Cruzeiro) e de 1976 (diante do Corinthians).

Para chegar à final, o Inter eliminou o Palmeiras na semifinal, com vitória por 3 a 2 no Morumbi e empate em 1 a 1 no Beira-Rio. O Vasco, por sua vez, se credenciou para a decisão ao passar pelo Coritiba. Em Curitiba, empate em 1 a 1. No Maracanã, 2 a 1 para o Vasco.

FICHA DO JOGO

CAMPEONATO BRASILEIRO (COPA BRASIL) - FINAL 

Internacional 2 x 1 Vasco

DATA: 23/12/1979

LOCAL: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)

PÚBLICO: 54.659 pagantes

RENDA: Cr$ 4.534.850,00

ÁRBITRO: José Favilli Neto

Internacional: Benítez; João Carlos, Mauro Pastor, Mauro Galvão, Cláudio Mineiro; Batista, Falcão, Jair; Valdomiro (Chico Spina), Bira e Mário Sérgio. Técnico: Ênio Andrade. 

Vasco: Leão; Orlando, Ivan, Gaúcho, Paulo César; Zé Mario, Paulo Roberto (Xaxá), Paulinho (Zandonaide); Catinha, Roberto e Wilsinho. Técnico: Oto Glória.

ABAIXO, MELHORES MOMENTOS DA DECISÃO ENTRE INTER E VASCO NO BEIRA-RIO, EM 23 DE DEZEMBRO DE 1979. LOCUÇÃO DE LÉO BATISTA

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa