Rogério

Ex-Palmeiras e Corinthians

por Marcos Júnior Micheletti

Rogério Fidélis Régis atualmente é gerente de futebol do Grêmio Esportivo Osasco-SP e reside em Alphaville.
 
Em 14 de dezembro de 2017 foi preso na cidade de Avaré, interior de São Paulo, por dívida acumulada de pensão alimentícia entre dezembro de 2012 e julho de 2016. Ele foi detido em uma operação da Polícia Rodovíaria Federal. Clique aqui e veja detalhes.

Natural da cidade paulista de Campinas, onde nasceu em 28 de fevereiro de 1976, começou sua carreira profissional pelo União São João de Araras-SP, aos 19 anos, em 1995.

Lateral-direito que depois também passou a jogar como volante e meia, em seguida defendeu o Palmeiras, entre 1996 e 2000, período em que conquistou diversos títulos, entre eles o Paulista de 1996, o Rio-São Paulo em 2000, a Mercosul e a Copa do Brasil em 1998 e a Libertadores da América em 1999.

Em 2000 foi contratado pelo Corinthians, ficando no clube de Parque São Jorge até 2004, conquistando nesse período o Rio-São Paulo de 2002, sendo autor do gol de falta um dos gols contra o São Paulo, que rendeu o campeonato ao Alvinegro, na vitória por 3 a 2 na primeira das duas partidas da decisão. O segundo jogo teve placar igual em favor do Corinthians.
Ainda pelo Corinthians, Rogério conquistou também dois títulos paulistas (2001 e 2003) e a Copa do Brasil de 2002.

Sua transferência do Palmeiras para o Corinthians rendeu uma ação judicial por parte do Alviverde.

Em 2011, o Tribunal de Justiça deu ganho de causa ao clube alviverde, o que lhe dá o direito de receber R$ 34 milhões. O Corinthians se negou a efetuar o pagamento.
 
Entenda o caso:
 
Na época, vigorava a lei do passe e o Corinthians deveria pagar R$ 16 milhões pela contratação de Rogério, que se apoiou em uma decisão da Justiça Trabalhista a seu favor, em que alegava que o trabalhador não pode ser impedido de exercer sua função. Rogério diz que seu contrato já havia sido encerrado e que chegou até a treinar separadamente do grupo porque a diretoria demorou para fazer a renovação. Nesse momento surgiu a proposta do Corinthians, para onde acabou se transferindo.

Após atuar pelo Corinthians, Rogério teve uma curta passagem pelo futebol português, no Sporting de Lisboa, em 2004, retornando ao futebol brasileiro pelo Fluminense, onde jogou entre 2004 e 2005.

Atuou em quatro partidas pela Seleção Brasileira, entre 1998 e 1999 (dois empates e duas vitórias) e não marcou gols, segundo o livro "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf.

Depois passou por Itumbiara-GO (2006), Santo André (2007) e São Caetano (2008). Sem clube em 2009, retomou sua carreira em 2010 pelo Grêmio Esportivo Osasco, e passou pelo Oeste de Itápolis em 2011, onde encerrou sua carreira.
ver mais notícias

Pelo Palmeiras:

Atuou em 225 jogos, sendo 129 vitórias, 61 empates e 65 derrotas. Marcou 17 gols.
Fonte: Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti

Pela Seleção Brasileira:


Atuou em quatro jogos, sendo duas vitórias e dois empates.

Fonte: "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Antonio Carlos Napoleão e Roberto Assaf

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES