Plinio

Ex-atacante do Brasil de Pelotas-RS
por Gustavo Grohmann
 
Plinio de Castro Melo, o Plinio, atacante do Brasil de Pelotas nos anos 40 e 50, morreu no dia 10 de outubro de 2003, em Pelotas (SP). Ele deixou seis filhos (Martha, Plínio, Tânia, Ademar, Ana Gabriela e Rafael), cinco netos (Rachel, Thiago, Thadeu, Thalita e Matheus) e uma bisneta (Bianca).

Nascido em Tacuarembó, no Uruguai, em 27 de julho de 1920, Plinio veio para o Brasil em 1937 e foi morar na cidade de Rio Grande (RS) com sua família que já estava em território tupiniquim.

Ao naturalizar-se brasileiro para poder jogar futebol profissionalmente (já que a CBD não permitia mais de três estrangeiros por time) ele foi registrado como nascido no dia 27 de julho de 1922.

Plinio começou jogando pelo Americano de Rio Grande (RS). Foi destaque no Brasil de Pelotas e ainda passou pelo Farroupilha, Grêmio Atlético Bagé, entre outros. Encerrou a carreira em 1954, no Clube Atlético Camaquense.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES