Odair Pimentel

Ex-cronista esportivo
Grande cronista esportivo dos anos 60 e 70, Odair Pimentel morreu aos 51 anos, no dia 2 de maio de maio de 1991, no Hospital do Câncer, onde ficou internado por um mês. À época, ele era o presidente da ACEESP, Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. Veja abaixo o texto enviado pelo jornalista José Calil (santista roxo), genro de Odair Pimentel (é casado com sua única filha), sobre o ex-cronista.

"Odair Pimentel foi, seguramente, o jornalista que mais viajou com o Santos de Pelé. Ele começou a carreira como office-boy do antigo jornal Sport News. A convivência na redação fez com que abandonasse a idéia de ser padre para mergulhar de cabeça no dom que possuía: "Se eu não fosse jornalista, seria jornalista", costumava dizer.

Trabalhou ainda no Diário da Noite, Folha da Tarde, Jornal dos Sports e Notícias Populares, antes de ingressar no jornal O Globo, onde foi editor-chefe de esportes da sucursal de São Paulo.

Teve muitos momentos marcantes na profissão. Em um deles, quando o Brasil agonizava antes de ser eliminado na primeira fase da Copa de 1966, produziu uma das manchetes mais famosas do nosso jornalismo esportivo: "Pelé, Jogai por Nós".

Mas o mais importante feito de Odair Pimentel ocorreu numa excursão do Santos a um país da África que estava em guerra. Como os guerrilheiros tinham ameaçado matar Pelé e como havia, por parte dos organizadores do jogo, a exigência de que o Rei desfilasse em carro aberto, lá se foi Odair. Aproveitando a semelhança física com o maior jogador do mundo, ele subiu no carro e desfilou por horas acenando para a multidão e arriscando a própria vida. Só para proteger o amigo Pelé.

Nos últimos anos de vida, andava apoiado por uma bengala. Tudo por causa de um acidente automobilístico sofrido em 1986, na estrada que liga a Rodovia Ayrton Senna ao Aeroporto de Guarulhos, quando ia cobrir o embarque da seleção para a Copa daquele ano."
 
Ainda sobre Odair Pimentel, recebemos o e-mail de Moacyr Castro no dia 24 de março de 2009.
De: jequitis@uol.com.br [mailto:jequitis@uol.com.br]
Enviada em: terça-feira, 24 de março de 2009 23:08
Para: redacao@terceirotempo.com.br
Assunto: dúvidas
No espaço dedicado ao meu estimado Odair Pimentel, acrescento sua passagem pela imprensa de Campinas, como coentarista da Rádio Cultura e do Jornal de Campinas, na passagem dos anos 50s para os 60s.
Quanto à legendária manchete "Pelé, jogai por nós", no dia em que Brasil e Portugal, jogaram pela Copa da Inglaterra, dificilmente seria do Odair. Essa manchete é do Jornal da Tarde, então com cinco meses de vida -- creio que tenha sido do falecido Hamilton alfeida Filho, o HAF, editor-hefe da edição de esportes de O Estado de S. Paulo, que circulava às segundas-feiras.
Atenciosamente,
Moacyr Castro
jequitis@uol.com.br
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES