Milton Mendes

Ex-jogador e técnico de futebol

por Túlio Nassif

Milton Mendes, ex-jogador e técnico campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano de 2016 à frente do Santa Cruz, nasceu no dia 25 de abril de 1965, em Criciúma, Santa Catarina.

Em 26 de setembro de 2018, foi contratado pelo Sport, que lutava contra o rebaixamento no Brasileirão daquele ano, onde ficou até o final da temporada, sem evitar o descenso. No dia 20 de maio de 2019, assumiu o comando do Santa Cruz, também do Recife, substituindo Leston Jr.

Iniciou sua carreira em 1984, no Vasco da Gama. Permaneceu por lá até 1987, quando trocou o Brasil por Portugal e foi defender as cores do Louletano-POR. Após um ano, em 1992, acertou com Beira-Mar-POR. Posteriormente, defendeu diversos clubes lusitanos, tais como o Belenenses-POR (de 1992 a 1993), União da Madeira-POR (de 1993 a 1996), SP. Espinho-POR (de 1996 a 1997), Camacha-POR (de 1997 a 1998), Câmara de Lobos-POR (de 1998 a 1999) e o Machico-POR (de 1999 a 2000), este último, time que encerrou suas atividades como profissional.

Assim que deixou o futebol como atleta, começou a desempenhar um novo papel dentro do futebol. E para isso, não precisou sair do Machico-POR. É que Milton Mendes assumiu em 2002 o comando da equipe. Em Portugal, treinou também o Marítimo e o Bom Sucesso. Depois, seguiu para times do Qatar, como o Qatar Sports Club e o Al-Shahaniya Sports Club.

Retornou ao Brasil em dezembro de 2013, quando fechou para treinar o Paraná. Entretanto, a passagem pelo Tricolor Paranaense foi curta. Apesar do bom aproveitamento, de 52,4%, construído com seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas em 14 jogos, pediu demissão após ser eliminado nas quartas de final do estadual no dia 25 de março de 2014.

Foi então que, em outubro de 2014, assinou com a Ferroviária de Araraquara-SP. Entrou para a história do clube ao ser campeão do Paulista da Série A2 e levar o time à elite do futebol paulista após 19 anos. Teve aproveitamento de 78.4% em 17 jogos com 13 vitórias, um empate e três derrotas, além de 34 gols marcados e 12 sofridos. Com Milton Mendes, a Ferrinha teve o melhor ataque da Série A2 e a segunda melhor defesa da competição.

O ótimo trabalho fez com que fossem abertas muitas portas. E em 20 de abril de 2015, o Atlético-PR não perdeu tempo e fez um belo contrato. Todavia, Milton Mendes não repetiu o sucesso do passado recente e em 28 de setembro do mesmo ano foi demitido do Furacão. Foram 16 vitórias, cinco empates e 13 derrotas em 34 jogos. Ele deixou o clube no 11° lugar, sete pontos atrás do G-4 e sete à frente da zona de rebaixamento.

Sem clube em 2016, mudou para o Japão e foi treinar o Kashiwa Reysol, onde permaneceu por três meses, de janeiro a março.

E no dia 28 de março de 2016, não recusou o pedido do Santa Cruz e aceitou o convite para ser o novo treinador. Foi campeão da Copa do Nordeste sobre o Campinense-PB e após uma semana, conquistou o Campeonato Estadual contra o Sport na ilha do retiro. Iniciou o Brasileirão daquele ano fazendo uma bela, porém, o time caiu de produção e após derrota para o São Paulo, Milton Mendes pediu demissão do comando do Tricolor do Arruda.

Na noite de 19 de março de 2017, Milton Mendes foi anunciado como novo treinador do Vasco da Gama. No entanto, a passagem pelo Gigante da Colina não durou muito, e Mendes acabou sendo demitido no dia 21 de agosto de 2017.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES