Lemyr Martins

Jornalista e fotógrafo

por Marcos Júnior Micheletti

O jornalista e fotógrafo Lemyr Martins, catarinense da cidade de Mafra, onde nasceu em 4 de julho de 1937, atualmente mora com sua esposa Dione (psicóloga aposentada) em um sítio no município gaúcho de Pareci Novo, distante 75 quilômetros de Porto Alegre. Lá, o casal cuida de muitas orquídeas, paixão comum a ambos.

Versátil, Lemyr Martins sempre foi brilhante, tanto nos seus textos e entrevistas como na arte de fotografar, prova disso é o material que está presente em sua galeria de imagens.

Passou pelas redações de diversos jornais e revistas, entre eles a Ultima Hora, Zero Hora, Jornal do Brasil, Estadão, Jornal da Tarde, Edição de Esportes, Placar (tendo sido um dos fundadores e editor de fotos, editor de automobilismo e editor executivo), Grid, Ação e Quatro Rodas.

Presente às coberturas de seis copas do mundo e 14 finais das copas europeias de futebol (Clubes Campeões, UEFA e Recopas), é o único jornalista que esteve em todas as despedidas de Pelé, pela Seleção Brasileira (no Maracanã, contra a Iugoslávia), pelo Santos (na Vila Belmiro, contra a Ponte Preta) e também pelo Cosmos de Nova York, no Giant Stadium. 

NÚMEROS IMPRESSIONANTES TAMBÉM NA F1

Cobriu 304 GPs de Fórmula 1, o primeiro tendo sido o de Mônaco em 1970, ocasião em que o o austríaco Jochen Rindt venceu a bordo de uma Lotus-Ford.

Os oito títulos brasileiros na F1 foram acompanhados de perto por Lemyr Martins, os dois de Emerson Fittipaldi (1972 e 1974), os três de Nelson Piquet (1981, 1983 e 1987) e os três de Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), além de toda a trajetória de Rubens Barrichello, desde o kart, até a F1.

IMAGENS HISTÓRICAS

Como responsável pelo Serviço de Divulgação de Fotografia e Televisão do Governo de Leonel Brizola no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, em 1961, registrou o chamado movimento da "Legalidade", para garantir os direitos políticos de João Goulart, o Jango, tendo, à época, resgistrado várias imagens de figuras da política nacional, como os próprios Brizola e Jango e Jânio Quadros, entre outros.

No esporte, entre muitos, Pelé, Garrincha, Maradona, Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi passaram pelas lentes do talentoso Lemyr Martins.

LIVROS

Publicou seis livros: Arquivos da Fórmula 1, Uma estrela chamada Senna, O pequeno grande Senna, infantil, A Saga dos Fittipaldi, Fitti-1,o Fórmula 1 brasileiro, Loucuras, histórias, lendas e mistérios da F-1 e, no prelo, 50 anos de Fotojornalismo.

PRÊMIOS

A lista de premiações que Lemyr Martins ganhou é bem ampla: Associação Riograndense de Imprensa, ARI, 1966 e 1967, Foca de Ouro Brasileiro (SP) 1969, Prêmio Esso Equipe Jornal da Tarde, Prêmio Abril (fotos) e cinco Prêmios Abril (texto). Prêmio da Associação Brasileiras dos Transportadores de Carga – sobre os uso do “rebite”, anfetamina e estimulantes, pelos caminhoneiros. Prêmio Internacional de fotos:sequências: “O voo de Gugelmin”, no GP da França de 1989, e do acidente de Karl Wendlinger, no GP de Mônaco de 1994

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES