Ivan

Ex-meia do Náutico, Palmeiras e Botafogo de Ribeirão
por Marcelo Rozenberg
 
Nascido em Santa Cruz do Rio Pardo, interior paulista, em 07 de outubro de 1941, Ivan Brondi, o Ivan, foi um dos maiores ídolos da torcida do Náutico.

Em janeiro de 2016, Ivan seguia como vice-presidente do Náutico e também atuando como odontologista, em Recife.

Ivan também passou pelo Palmeiras no início da carreira. Segundo o Almanaque do Palmeiras, de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti, fez 10 jogos pelo clube com quatro vitórias, três empates, três derrotas e um gol marcado.

Defendeu a seleção brasileira olímpica no torneio de futebol dos Jogos de Roma, em 1960. Por sinal, o livro "Seleção Brasileira - 90 Anos", de Antônio Carlos Napoleão e Roberto Assaf, informa que fez dois jogos com a camisa amarela com uma vitória e uma derrota.

Ivan foi o jogador que mais atuou nas seis campanhas que levaram o Náutico a conquistar o hexacampeonato pernambucano entre 1963 e 1968. Das 140 partidas que a equipe fez nestes anos, disputou nada menos que 128, ou mais de 91%. 

Ivan relembra que o time daquela época era tão forte que foi o primeiro de Pernambuco a representar o Brasil em uma Copa Libertadores. No entanto, o ex-jogador também guarda uma frustração. Em 1967, o Náutico eliminou o Santos de Pelé na semifinal da Taça Brasil, mas perdeu a decisão para o Palmeiras.

As ótimas campanhas do Náutico entre 1963 e 1968 estão imortalizadas na retina dos torcedores e também nos números. A equipe venceu 100 dos 140 jogos disputados e perdeu apenas 16 vezes. Marcou 368 gols e sofreu 106. Ivan também defendeu o Botafogo de Ribeirão Preto.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES