Gilcimar

Ex-ponta do Flu, Bahia, América (RJ), Palmeiras e Inter de Limeira

por Rogério Micheletti

Gilcimar Wilson Francisco, o Gilcimar, ex-ponta-direita do Fluminense, América (RJ), do Palmeiras, da Inter de Limeira (SP) e do Bahia, mora hoje em Limeira (SP) e trabalha como técnico das categorias de base da própria Inter.
Ele, que era um autêntico camisa 7, nasceu no dia 26 de novembro de 1958, em Itaguaí (RJ), foi um dos últimos pontas verdadeiros do futebol brasileiro. O início da carreira foi no time infantil do Fluminense. Gilcimar se tornou profissional em 1977. Permaneceu como jogador do Tricolor das Laranjeiras até 1982. Nesse período, o ponta fez parte da seleção brasileira Sub-20 medalha de ouro, em 1979, e foi emprestado para o Bahia, em 1980.

De 1982 a 1984, Gilcimar defendeu o América do Rio. Chegou a fazer boa dupla de ataque com Luizinho, irmão de César Maluco. Como curiosidade, vale destacar que Gilcimar também tem um irmão boleiro: Gílson Gênio. Em 1985, o ponta-direita deixou o América e seguiu para o Palmeiras.

Como os dias no Palestra Itália eram conturbados, devido a falta de títulos (o Palmeiras não era campeão desde 1976), Gilcimar teve dificuldades, como todos os demais jogadores. Foi embora em 1985 depois de disputar 48 jogos (19 vitórias, 17 empates e 12 derrotas) e marcar nove gols, segundo números do "Almanaque do Palmeiras", de Celso Unzelte e Mário Sérgio Venditti


Ainda em 1985, o ponta-direita teve rápida passagem pelo Cruzeiro. No ano seguinte, ele assinou contrato com a Internacional de Limeira. Lá, teve a oportunidade de jogar mais uma vez ao lado do irmão, Gílson Gênio. Os dois fizeram parte do elenco da Inter campeão do Paulistão de 1986.

Três anos depois apareceu o convite para deixar o país. Gilcimar foi contratado pelo Toyota (Japão). Ficou no time japonês até 1991. Em 1992, voltou a vestir a camisa da Internacional de Limeira. O ponta também jogou por Itaperuna (RJ), Rio Claro (SP), Jataí (GO), Cawi de Iracemápolis (SP) e encerrou a carreira em um clube que já conhecia muito bem: a Internacional de Limeira.

ABAIXO, ENTREVISTA DE GILCIMAR A VALTERSON BOTELHO EM DEZEMBRO DE 2019

ver mais notícias

Títulos

Bicampeão Carioca com o Fluminense (1980 e 1981); Campeão Baiano com o Bahia (1980); Campeão Panamericanos com o Brasil - medalha de Ouro (1979); Campeão Paulista com a Inter de Limeira (1986); Campeão Brasileiro da Série B com a Inter de Limeira (1988); Campeão da Liga Japonesa 2 Divisão com o Toyota (1989); Campeão da Liga Japonesa 1 Divisão com o Toyota (1990); Campeão Paulista da Série A2 com a Inter de Limeira (1996) como auxiliar-técnico do Pepe.


por Rogério Micheletti

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES