Bazzani

Ex-meia da Ferroviária-SP e Corinthians
Olivério Bazzani Filho, o Bazzani, natural de Mirassol (SP), onde nasceu no dia 3 de junho de 1935, faleceu no dia 13 de outubro de 2007 vitimado por um câncer na próstata. Tinha também Mal de Alzheimer.
 
É o maior símbolo da história da Associação Ferroviária de Esportes de Araraquara, equipe que ficou conhecida nos anos 60 como o "Santos do Interior". Sonhava em rever a equipe grená na primeira divisão do Campeonato Paulista. Infelizmente, não conseguiu.
 
Cirurgião-dentista atuante até meses antes de falecer, Bazani jogou no Corinthians de 63 a 65, fazendo 87 jogos (41 vitórias, 18 empates, 30 derrotas) e marcando 15 gols, sendo um deles no Santos, de Pelé, no segundo turno do Campeonato Paulista de 1964 (fonte: Almanaque do Corinthians - Celso Unzelte). Só que o Santos, de virada, ganhou por 7 a 4.
 
Na Ferroviária, Bazani, por décadas, formou inesquecíveis alas-esquerdas, criadas por monumentais ataques Afeanos: Bazzani e Boquita; Bazzani e Beni; Bazzani e Pio e Bazzani e Nei.
 
Bazzani era irmão de Bazzaninho, que foi jogador do São Paulo e São Bento de Sorocaba-SP. Hoje ele está morando em Sorocaba (SP), onde é vendedor.
 
Bazzani, por onde andava em Araraquara-SP, era reverenciado como um ídolo de todas as gerações.
 
Tanto que, Milton Cardoso, tradicional cartola de Araraquara, sempre o definiu como sendo "O Gandhi da Terra da Laranja e da Meia".
ver mais notícias
ver mais Áudio

Pelo Corinthians:

Atuou em 87 jogos, sendo 41 vitórias, 18 empates e 30 derrotas. Marcou 15 gols.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES