Aluísio Guerreiro

Ex-centroavante do Flamengo, América-RN e Santos

por Túlio Nassif

“Aluísio Guerreiro”, o Aluísio Chaves Ribeiro Moraes, nasceu no dia 2 de março de 1957, no Rio de Janeiro. Foi um centroavante com passagem marcante pelo América-RN nos anos 70, além de ter feito jogos memoráveis por Flamengo e Santos até meados de 1980. É casado com dona Márcia Moraes, com quem teve dois filhos, estes, que seguiram os passos do pai e se profissionalizaram com jogador profissional. Bruno foi jogar em Portugal e Aluísio Chaves Ribeiro Moraes Júnior, o Moraes, autor do gol do título santista pelo Paulistão em 2007 e pelo Dínamo de Kiev no nacional em 2016. Em 2016, seguia residindo em Santos, litoral de São Paulo, onde ainda bate uma bolinha com ex-companheiros nos times masters do Peixe, principalmente em jogos contra a equipe de veteranos da Portuguesinha. No dia 14 de fevereiro de 2016, foi demitido do comando do América-RN, mesmo tendo feito uma campanha satisfatória. Em sete jogos, acumulou quatro vitórias, duas derrotas e um empate, com um aproveitamento de 62%.

Começou sua carreira nas categorias de base do Flamengo. As boas atuações pelo Rubro-Negro chamaram a atenção do rival Fluminense, time que pouco mais tarde viria a ser sua nova casa. Após isso, defendeu o CSA-AL, o América de Natal, onde foi campeão potiguar em 1977 tendo feito uma grande campanha, o Ceará e o Santos.

No time da Vila, Aluísio teve um início arrebatador, sonho de qualquer atleta. Os seus gols fizeram com que fosse comparado ao magistral Toninho Guerreiro, daí o apelido de "Guerreiro" também para ele.

Quando deixou o Alvinegro Praiano, acertou com o Botafogo-RJ. Depois do time da Estrela Solitária, integrou o plantel de bons clubes como o Santa Cruz, Portuguesa Santista, Inter de Limeira, Cruzeiro, Londrina, São Bernardo, Santo André e São José-SP, este último, clube pelo qual pendurou as chuteiras antes do início da década de 90.

Mas engana-se quem pense que Aluísio abandonou o futebol. Se dedicou aos bastidores do futebol e foi ser empresário. Chegou a ser representante do jogador Robinho, mas o atacante o trocou por Wágner Ribeiro. A briga entre Aluísio e Ribeiro ganhou destaque. O ex-atacante processa o atual empresário de Robinho e Kaká.

Por fim, resolveu mudar de ares e deu início a sua carreira como técnico. No dia 11 de novembro de 2015, foi apresentado como novo treinador do América-RN.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES