Presidente do Santos ainda negou que tenha ocorrido erro médico no tratamento da lesão do jogador. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Presidente do Santos ainda negou que tenha ocorrido erro médico no tratamento da lesão do jogador. Foto: Ivan Storti/Santos FC

No que depender do presidente Andrés Rueda, a polêmica envolvendo as declarações do atacante Marinho já fazem parte do passado. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (9), o dirigente santista explicou a situação do atacante, negou que tenha havido erro médico da parte do clube na recuperação da lesão do atleta, e confirmou que o Peixe não recebeu ofertar interessantes para vendê-lo.

“Essa entrevista foi mais um desabafo. Não lembro de ele dizer que gostaria de jogadores que disputassem título. No momento de desabafo, comentou das vendas: ´Vendem Veríssimo e Pituca e não me vendem?´. Chegou uma proposta interessante para ele ir para Arábia Saudita, e nós fomos claros que, se chegasse uma proposta interessante ao Santos, não teria problema algum. Não chegaram, e bola que segue. Agora, o ambiente, ele é muito querido pelos jogadores e pela torcida, que não entendia os motivos de ele não jogar. Nossa conversa foi muito boa, está esclarecido, rapidinho ele começa a jogar e marcar gols”, disse Rueda.

“O clube não teve nenhuma consulta em relação ao Atlético-MG e Marinho. No caso do Palmeiras, o que houve foi uma troca de conversas. Ele recebeu propostas vindas dos Emirados Árabes, e se essa proposta atendesse o que o Santos pedia, não íamos atrapalhar a carreira do Marinho. O sonho dele é ir para lá”, explicou.

O presidente santista ainda comentou que conversou com Marinho e que o clube vem dando todo o respaldo para o jogador, que sentiu a pressão vinda das redes sociais pelo longo tempo de recuperação.

“Nós estivemos o tempo todo do lado do jogador. Ontem conversamos numa boa. O Marinho tem uma preocupação enorme, vem sofrendo pressão nas redes sociais, o pessoal não entende às vezes. Ele não joga, não treina, é chinelinho, que estranho, e ele se sentiu incomodado com isso. Nós temos um relacionamento muito bom. Teve uma conversa ontem, onde tudo isso foi esclarecido, e ele vai continuar essa transição para ficar disponível para o Carille”, comentou.

Rueda ainda explicou o procedimento que Marinho foi submetido e negou que tenha ocorrido erro médico por parte do DM do clube.

“O episódio que foi comentado hoje vou historiar para vocês. Ele vinha de uma fibrose, fazia a transição, mas teve um hematoma na coxa esquerda. Hematoma, como é tratado? O primeiro procedimento é fazer uma pulsão, tentar chegar com uma agulha o lugar com o sangue coagulado. Isso foi feito, procedimento normal, mas não deu o resultado esperado”, explicou.

“A coxa não desinchou. Isso acontecendo, com todo apoio da diretoria e equipe médica, o Marinho foi levado para o Einstein em São Paulo, para ser atendido pelo principal médico nesta área. Ele foi avaliado e o que foi dito? O primeiro procedimento era uma pulsão, mas o volume é alto, então tem que fazer uma drenagem. Drenagem pode fazer em qualquer lugar, mas por ser um ativo importante do clube, ela seria feita em um centro cirúrgico. Essa drenagem é fazer uma abertura, e o dreno puxar o sangue para fora. Isso foi feito, colocado os pontos, e processo de recuperação normal. Fez a fisioterapia que tinha que ser feita, e agora está em um processo de readequação para, quando estiver 100%, ficar a disposição para jogar. O entendimento que houve erro médico não se aplica nesse caso”, completou Rueda.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa