Peixe reclama de pênalti não marcado em Marinho na Bombonera. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Peixe reclama de pênalti não marcado em Marinho na Bombonera. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A história da primeira partida da semifinal entre Boca Juniors e Santos, que acabou empatada em 0 a 0 na Bombonera na noite da última quarta-feira (6), poderia ter sido completamente diferente. Em lance polêmico, o atacante Marinho foi derrubado na área, pedindo pênalti que o árbitro não marcou.

Se sentindo prejudicado pela arbitragem, o Peixe promete procurar a Conmebol para questionar a atuação da arbitragem e do VAR no lance. Em comunicado, o clube informou que enviará ofício à entidade sul-americana para oficializar sua indignação com a atuação do VAR na Bombonera.

O Peixe destaca estranhar o fato de o VAR não recomendar que o árbitro central fosse até o vídeo revisar o lance em que Marinho é derrubado por Izquierdoz já no segundo tempo da partida.

Após a partida, até mesmo o jornal argentino Olé reconheceu o erro da arbitragem. O diário destacou que houve pênalti na jogada e declarou que o Boca foi favorecido pela arbitragem do chileno Roberto Tobar: “Era pênalti para o Santos”, publicou o Olé.

Protagonista da jogada, o atacante Marinho também se manifestou. O camisa 11 santista expressou sua revolta pela não marcação do penal.

“Fui tocado dentro da área. Não sei porque árbitro não foi olhar o vídeo. Tranquilo, o importante é conseguir um resultado aqui. Poderíamos ter vencido, mas jogar contra o Boca é muito difícil. O importante é não perder. Fizemos grande jogo, queríamos a vitória, mas o empate é bom resultado e temos que fazer um grande jogo em casa”, disse Marinho, à Fox Sports.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa