Técnico André Jardine vem enfrentando muitos problemas para montar a equipe que disputará as Olimpíadas. Foto: Marco Galvão/CBF

Técnico André Jardine vem enfrentando muitos problemas para montar a equipe que disputará as Olimpíadas. Foto: Marco Galvão/CBF

Depois de enfrentar com muitos problemas para fechar a lista de convocados para as Olimpíadas de Tóquio, o técnico da seleção olímpica de futebol, André Jardine, vem convivendo com muitas baixas na preparação da equipe.

Restando apenas onze dias para a estreia brasileira nos Jogos, a seleção que defenderá o ouro olímpico já perdeu peças importantes, seja pela não liberação de clubes ou por lesões.

O caso mais emblemático foi o de Pedro, centroavante do Flamengo. Presente na lista inicial de André Jardine, mesmo após veto do clube carioca, o jogador até insistiu para disputar as Olimpíadas. O Mengão, porém, entrou no STJD para fazer valer seu direito de ficar com o jogador, que acabou retirado da lista de Jardine.

Situações semelhantes aconteceram com Malcolm, do Zenit, e Gerson, recém-contratado pelo Olympique de Marselha, ambos vetados por seus clubes e que acabaram cortados pelo técnico brasileiro.

Nome desejado por Jardine, Vinicius Jr também foi vetado pelo Real Madrid e sequer foi convocado pelo treinador da seleção.

As lesões também assolam André Jardine. Na última semana, o treinador foi obrigado a cortar o zagueiro Gabriel Magalhães, do Arsenal, e, neste domingo (11), também perdeu o meia Douglas Augusto, do PAOK.

Mesmo com todos os problemas, a seleção olímpica viaja neste domingo (11) para a Sérvia, onde finalizará a preparação para as Olimpíadas. O Brasil estreia no torneio de futebol no dia 22 de julho, diante da Alemanha.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa