Volante italiano disputou sete partidas com a camisa do clube argentino. Foto: Twitter/Reprodução

Volante italiano disputou sete partidas com a camisa do clube argentino. Foto: Twitter/Reprodução

Chegou ao fim a vitoriosa carreira do volante Daniele De Rossi. Em coletiva nesta segunda-feira (6), o meio-campista italiano anunciou que deixará o Boca Juniors e voltará para a Itália para se retirar do futebol.

Ao lado do presidente, Jorge Amor Ameal, o volante, de 36 anos, disse que precisa ficar mais próximo da família eu seu país, e comunicou que vai de fato pendurar as chuteiras, apesar de todo o esforço da direção xeneize.

“Eles (diretores) me disseram para levar o tempo que precisasse. Me ofereceram ajuda para resolver o que está acontecendo comigo. Mas não preciso de ajuda. Eu preciso voltar para minha casa. Eu digo adeus a um clube que entrou no meu coração. Estou saindo porque minha família também sente minha falta. Não existe problema de saúde. Não quero entrar em maiores detalhes demais, mas minha filha mais velha, de outro casamento, ficou na Itália. Uma garota que precisa do pai por perto. Aqui estamos muito longe”

De Rossi chegou ao Boca em julho de 2019 depois de se despedir da Roma, clube ao qual defendeu ao longo de toda a sua carreira ao longo de 18 anos e conquistou a Copa da Itália duas vezes, em 2007 e 2008, e a Supercopa da Itália de 2007. O volante ainda conquistou a Copa do Mundo de 2006 com a seleção italiana.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa