Santos tem divida de 7 milhões de dólares com a Huachipato por Soteldo. Foto: Ivan Storti/Santos

Santos tem divida de 7 milhões de dólares com a Huachipato por Soteldo. Foto: Ivan Storti/Santos

Em reunião realizada na noite da última quarta-feira (21), o Conselho Deliberativo do Santos autorizou a diretoria alvinegra a negociar o atacante Yeferson Soteldo com o Huachipato, do Chile.

O Santos comprou Soteldo do Huachipato no início de 2019, após indicação de Jorge Sampaoli. A gestão do ex-presidente José Carlos Peres, porém, não pagou nenhuma parcela do acordo com o clube chileno que acionou a Fifa, impedindo o Peixe de contratar nenhum jogador -  3,55 milhões de dólares (R$ 20 milhões) e a dívida hoje ultrapassa os 7 milhões de dólares..

Após assumir o comando do clube, o presidente em exercício, Orlando Rollo, abriu negociações com o Huachipato que se interessou por ficar com os direitos econômicos do jogador. Se o negócio for concretizado, Soteldo permanece no Santos emprestado para o Huachipato até que o clube chileno o negocie com o mercado internacional.

Desse modo, o Huachipato retira a queixa na Fifa e paga 200 mil dólares (R$ 1,1 milhão) diretamente ao jogador para quitar dívidas em luvas, premiação e direitos de imagem. Além de ficar com o jogador ao menos até o início de 2021, quando reabre novamente a janela de transferências na Europa, o Santos fica com 10% do valor que exceder uma venda de Soteldo pelo Huachipato por no mínimo 8 milhões de dólares (R$ 45 mi).

Com o sonho de jogar na Europa, Soteldo recusou no início da semana proposta do Al Hilal, da Arábia Saudita que pagaria cerca de 7 milhões de dólares ao Santos. A direção alvinegra agora repassará a possibilidade de negócio com o Huachipato ao jogador para aí sim bater o martelo com o clube chileno.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa