Samuel Eto´o é hoje presidente da federação de Camarões. Foto: Instagram/Reprodução

Samuel Eto´o é hoje presidente da federação de Camarões. Foto: Instagram/Reprodução

Em busca de um “homem forte” para assumir a gestão do departamento de futebol, o Vasco mirou uma figura relevante na história do clube no passado recente: Fernando Prass. O ex-goleiro, aposentado desde o início de 2021 não aceitou o convite, mas, caso tivesse topado o desafio, seria mais um ex-atleta se arriscando na carreira de dirigente.

Seja dirigindo departamentos de futebol, presidindo clubes, ou até mesmo comandando federações, a história é repleta de boleiros que assumiram cargos importantíssimos na estrutura do futebol

RELEMBRE CINCO JOGADORES QUE VIRARAM DIRIGENTES

Samuel Eto´o

O exemplo mais recente é o de Samuel Eto´o. O histórico centroavante de Barcelona, Inter de Milão e da seleção de Camarões foi eleito presidente da federação camaronesa de futebol e comandará o futebol de seu país.

 

Ronaldo

O Fenômeno é um dos nomes mais falados atualmente: o ex-atacante recém-adquiriu as ações majoritárias do Cruzeiro, que se tornou clube-empresa, mas antes disse já havia se tornado o proprietário do Real Valladolid, da Espanha. Ronaldo também chegou a trabalhar no comitê organizado local da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

 

Paulo André

Figura pensante do nosso futebol, Paulo André iniciou a trajetória como dirigente no Athletico-PR e logo virou o braço direito de Ronaldo no Valladolid. O ex-zagueiro agora é o favorito para assumir o comando do departamento de futebol do Cruzeiro.

 

Michel Platini

Ídolo do futebol francês, Platini iniciou a carreira de dirigente presidindo o comitê organizador local da Copa do Mundo de 1998, na França, e logo se tornou presidente da Uefa. O ex-camisa 10 presidiu a entidade europeia até em 2016 após seu nome ser ligado a esquemas de corrupção e hoje está banido do futebol.

 

 

Roberto Dinamite

Ídolo máximo do Vasco, Dinamite se tornou presidente do clube de São Januário. Grande rival de Eurico Miranda nos primeiros anos do século XXI, o ex-atacante assumiu o comando vascaíno em 2008, ficando no cargo por seis anos.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa