O treinador, porém, fez questão de ressaltar a importância de o Corinthians somar mais três pontos no nacional

O treinador, porém, fez questão de ressaltar a importância de o Corinthians somar mais três pontos no nacional

José Eduardo Martins
Do UOL, em São Paulo

O Corinthians derrotou o CSA e quebrou um jejum de vitórias no Campeonato Brasileiro. O primeiro triunfo do alvinegro na competição desde o clássico com o São Paulo, no dia 26 de maio, foi celebrado por Fábio Carille. O treinador, no entanto, reconhece que a intertemporada durante a pausa no nacional para a disputa do Copa América foi abaixo do esperado.

"Falei muito dessa parada, sim, mas não falei em cobrar em momento algum. Mas, infelizmente, essa parada não foi como eu queria, tive de trazer meninos do sub-17. Se soubesse que teríamos esses problemas, não teria feito os jogos, ficaria só no CT. Com Gustavo, Everaldo, Clayson, jogadores que não tive nessas últimas semanas, os treinos de ataque foram afetados", disse Carille.

O treinador, porém, fez questão de ressaltar a importância de o Corinthians somar mais três pontos no nacional. Agora, a equipe é a oitava colocada na tabela, com 15 pontos. Na próxima rodada, vai enfrentar o Flamengo, na Arena.

"Esperei muito por esse momento [intertemporada], não tive todo mundo para treinar a parte ofensiva. Fiquei imaginando um monte de coisa, queria usar os jogos para ver até onde daria certo, mas não tive tempo. Hoje crescemos no jogo, continuamos seguros atrás, agredimos bastante, jogamos na área do adversário com as movimentações que trabalhei nessa semana. Então, está de bom tamanho. Conseguimos um resultado que é muito importante para nós", completou Carille.

Confira mais alguns trechos da entrevista do técnico corintiano:
Avaliação do jogo

Hoje foi bom, vimos o Sornoza mais perto da área, essa está sendo a minha busca. Temos uma semana para trabalhar para depois ter Flamengo e outros jogos. Tivemos crescimento legal, não fizemos os gols, mas criamos mais do que o normal.

Dois volantes

A gente, como comissão técnica, tem de pensar em tudo. A nossa preocupação era a bola aérea deles. Eles tinham seis jogadores para isso, por isso segurei mais. Mesmo com dois volantes, criamos no primeiro tempo. O Urso apareceu bem no ataque. A minha preocupação era a bola parada.

Reestreia de Gil

É claro que o Gil acrescenta, mas meu problema não estava no sistema defensivo. O setor que estava mais funcionando era o defensivo, precisamos crescer lá na frente, mas um jogador que conhece a casa, campeão dentro do clube e é de seleção, vai acrescentar bastante.

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa