Milton Colen

Jornalista esportivo

por Marcos Júnior Micheletti

O jornalista Milton Colen, mineiro de Teófilo Otoni,  morreu em 1º de dezembro de 2019, aos 89 anos, após complicações decorrentes de uma cirurgia para corrigir um aneursma na aorta. Ele estava internado no Hospital Vera Cruz, em Belo Horizonte, local de seu óbito.

Milton Colen nasceu em 27 de dezembro de 1929, era separado, pai de cinco filhos, oito netos e três bisnetos. Um de seus filhos, Milton Colen Júnior morreu aos 32 anos de idade

Em sua trajetória profissional, Colen ficou reconhecido como o primeiro jornalista a chamar o Estádio Governador Magalhães Pinto de "Mineirão. Segundo relatos da época, Milton Colen não concordava com a ideia do então governador mineiro batizar o estádio com seu próprio nome.

Deixou Teófilo Otoni aos 16 anos de idade para estudar em Belo Horizonte, cidade em que começou profissionalmente pela TV Itacolomi, em 1955, passando em seguida pelas TVs Tupi, Globo, Educativa, Rio, Itapuã, Bandeirantes e Aracaju.Em rádio, trabalhou na Roquette Pinto, Guarani e Globo. Tanto na TV quanto no rádio, Colen trabalhou como repórter e narrador esportivo.

 

Versátil, Milton Colen narrrou eventos esportivos de diversas modalidades, incluindo o histórico confronto entre Cassius Clay (o Muhammad Ali) e Joe Frazer em 1971, além de ter participado das coberturas das copas de 1974 na Alemanha e de 1978 na Argentina.

 

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES