Maurizio Sala

Piloto de Turismo
por Marcos Júnior Micheletti
 
Maurizio Sandro Sala, o Maurizio Sala, marcou época no automobilismo, principalmente guiando carros de Turismo, na Europa.
 
Paulistano, nascido em 30 de agosto de 1958, influenciado pelo pai, que corria de Dauphine, e pelo tio, que corria de DKW, Maurizio começou no kart aos 14 anos, na categoria Júnior até chegar na POC (Piloto Ofical de Competição) e aos 18 anos ingressou na Fórmula V, após comprar o equipamento do piloto Chico Serra, que estava a caminho do automobilismo europeu.
 
Após um ano na Fórmula V, Sala foi para a Fórmula Ford, onde foi vice-campeão brasileiro da categoria.
 
O campeão foi Egon Herzfedt, que pôde escolher entre dois prêmios: um Corcel GT zero km ou uma viagem para a Europa para disputar o Festival de Fórmula Ford.

Sala foi até a Ford e comprou o "pacote" para o Festival de Fórmula Ford, ficando em nono lugar entre 120 inscritos, o que lhe abriu muitas portas na Europa.
 
Mesmo sem dinheiro, foi contratado pela Reynard para competir pela Fórmula Ford 2000, depois Fórmula 3 SAAB e na Fórmula 3 pela Jordan.
 
Eddie Jordan, que era manager  de Maurizio, mandou-o para o Japão competir com protótipos pela Mazda, até paraticipar da FIA GT com a McLaren, e depois retornou ao Brasil.
 
Disputou as 24 horas de Le Mans em sete oportunidades, estreando com um Porsche 956, tendo como companheiro o austríaco Roland Ratzemberger, que faleceu em 30 de abril de 1994, um dia antes da morte de Ayrton Senna, treinando para o Grande Prêmio de Ímola, com um carro da Simtek-Ford.
 
Depois correu com Nissan, Porsche, Mazda (motor rotativo), chegando em sexto lugar, Mazda novamente com motor aspirado (Hart), chegou em quarto lugar com a Gulf McLaren e depois com a McLaren Franck Muller, em 1995.
 
Tentou participar com a Lotus, mas não obteve classificação.
 
Dentre todas as experiências com carros de Turismo, a grande recordação de Maurizio é justamente de sua última participação em Le Mans.
 
Seu companheiro de equipe bateu o carro e entregou-o a Maurizio na 16ª posição. Maurizio entrou na McLaren, guiou por dois `stints´, ou seja, duas `tocadas´ seguidas, na chuva, sendo o mais rápido dentre todos na pista, devolvendo o carro ao parceiro na quarta colocação.
 
Maurizio chegou a testar pela Fórmula 1. Em 1985 guiou um Toleman-Hart (motor turbo de quatro cilindros), no circuito de Paul Ricard (França).
 
O titular da equipe, o italiano Téo Fabi fez o shakedown do carro. Além de Maurizio, também testaram o carro os italianos Alessandro Nannini e Paolo Barilla. O brasileiro foi o mais rápido, causando uma ótima impressão aos engenheiros da equipe.
Como a Toleman estava sendo vendida para a Benetton (italiana), a opção foi por um piloto italiano, no caso Alessandro Nanini.
 
No final de 1987 participou de um treino com a Brabham-BMW. Convidado pelo chefe da equipe, Bernie Ecclestone, guiou o carro em Silverstone, mas para um shakedown, não um teste como aconteceu no ano anterior com a Toleman, pois o carro seria enviado para o Grande Prêmio do Brasil.
 
Ecclestone ofereceu um contrato de três anos para Maurizio, nos mesmos moldes que teve com Nelson Piquet no começo de carreira deste, ou seja, correndo "de graça", tendo direito a explorar o macacão e o capacete com patrocinadores, desde que fosse campeão inglês de Fórmula 3.
 
Maurizio Sala foi vice-campeão da Fórmula 3 Inglesa e acabou ficando sem a vaga na Brabham.
 
No Brasil, Sala participou de algumas edições das Mil Milhas, com carros da Porsche.
 
Casado com Cláudia, que é design de moda, é pai de dois filhos: Enrico Sala e Enzo Sala.
 
Maurizio Sala participa de algumas provas de rali e kart, além de ser instrutor na GT3 (a GT3 trainning), para os donos de carros esportivos que querem aprender a guiar modelos como Ferrari, Porsche e BMW, entre outros.
 
Residente em São Paulo, no bairro de Moema, trabalha em uma oficina mecânica especializada em carros blindados, Porsche, e Mitsubishi, entre outros (principalmente em função de sua grande ligação com o Japão, pelo tempo em que competiu no país) e participa de eventos da Porsche, Audi e Land Rover.
 
Além disso, Maurizio continua aberto a convites para disputar provas de turismo, tanto no Brasil como no exterior.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES