Manga

Ex-goleiro do Santos e Portuguesa Santista
colaborou Aldo Neto
 
Manga, o Agenor Gomes, goleiro do Santos de 1953 a 59 e ex-técnico da Portuguesa Santista em 1964 e 65, morreu em Santos (SP) no dia 25 de dezembro de 2003.

Deixou três netos e um casal de filhos: Marco Antônio Gomes (o primeiro mascote da história do Santos FC, nos anos 50) e Jussara Gomes.

Ele enfrentou problemas sérios problemas de saúde, esteve internado na Santa Casa de Misericórdia de Santos por 40 dias, mas não resistiu. Manga realizava três sessões semanais de hemodiálise que, somadas a algumas complicações clínicas, impossibilitaram totalmente que ele exercesse, no fim da vida, qualquer atividade profissional.

Manga foi grande goleiro do Santos e um histórico técnico da Portuguesa Santista sendo o responsável pela volta da Briosa ao primeiro escalão do futebol paulista depois de celebre vitória contra a Ponte Preta, em Campinas, em 1964, por 1 a 0, gol de Samarone.

A carreira

Nascido no dia 26 de maio de 1929, em Vitória (ES), Manga começou a carreira no Bonsucesso (RJ). Em 1951, ele deixou o futebol carioca para defender o Santos, clube no qual atuou até abril de 1960. A estreia dele no gol do Santos ocorreu no dia 30 de setembro de 1951 na partida Santos 1 x 2 Portuguesa de Desportos. Em 1954 foi emprestado ao Bahia.

Abaixo, confira e-mail que recebemos de José Luis Braz Leme, no dia 2 de outubro de 2008.

"Após encerrar a carreira de goleiro, Manga chegou a trabalhar como técnico da Portuguesa Santista, Ferroviária, Sâo Carlos Clube, Santo André, Rio Branco de Paranaguá(PR), Araçatuba e Grêmio Maringá.

Em 1967 foi contratado pelo Santo André, onde se tornou o primeiro técnico da história do clube.

- Campeão paulista da segunda divisão em 1964 com Portuguesa Santista

- Campeão Paulista da segunda divisão em 1966 com Ferroviária

- Acesso para a segunda divisão em 1966 com São Carlos Clube

É considerado em São Carlos, como o melhor técnico de futebol que já treinou um clube na cidade, e onde cultivou grandes amizades."
ver mais notícias
TÍTULOS

-Tetracampeão Paulista (55, 56, 58 e 60); -Campeão do Torneio Rio-São Paulo (59);

-Campeão do Thereza Herrera (59).

Técnico Manga

Após encerrar a carreira de goleiro, Manga chegou a trabalhar como técnico da Portuguesa Santista, Ferroviária, São Carlos, Santo André, Rio Branco de Paranaguá (PR), Araçatuba e Grêmio Maringá.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES