Luiz Pereira Bueno

Um dos melhores pilotos brasileiros
por Marcos Júnior Micheletti

Luiz Pereira Bueno, um dos pioneiros do automobilismo brasileiro, morreu aos 74 anos, em 08 de fevereiro de 2011, vítima de câncer no pulmão, em Atibaia, interior de São Paulo. Deixou três filhos: Luiz Júnior, Eduardo e Maria Alice.

Nascido no bairro de Higienópolis, na capital paulista, em 16 de janeiro de 1937, Luizinho, ou Peroba, como era chamado pelos amigos, começou sua carreira ao lado de Bird Clemente, outra lenda das pistas, disputando as Mil Milhas Brasileiras em 1958, mesma época em que foi contratado pela equpe oficial de competições da Willys.

Mas antes disso, aos sete anos de idade, um despretencioso passeio por Interlagos, para acompanhar com os pais a uma corrida de carros movidos a gasogênio, despertou seu interesse pelos automóveis e as corridas.

Alguns anos depois, sua irmã mais velha, Sylvia, casou-se com Cláudio Daniel Rodrigues, um apaixonado por automóveis que importou um MG e costumava testá-lo em Interlagos. Este cunhado montou uma oficina, e Luizinho começou a aprender a lidar com os carros, primeiro apenas com sua mecânica.

Uma reprovação em um dos anos do curso primário fez com que seu pai o matricula-se em um colégio de Campinas, o Ateneu Paulista, não por castigo, segundo ele, mas apenas porque, se quisesse continuar gostando de carros deveria estudar.

Ao retornar a São Paulo, dividindo o tempo entre os estudos e a mecânica, passou a guiar os carros da oficina do cunhado em Interlagos, amaciando os motores, e a prática o levou a ser um dos maiores conhecedores do traçado paulistano.

Em 1962 montou sua própria oficina, a "Torque", em sociedade com o amigo Franklin Martins, na Rua Jesuíno Pascoal, no bairro de Santa Cecília, centro de São Paulo.

Em 1964 participou das 500 Milhas de Porto Alegre ao lado de Chico Landi e também de sua primeira prova internacional, as 200 Milhas de Montevidéu, no Autódromo "El Pinar".

Foi vice-campeão da Fórmula Ford em 1969 na equipe chefiada por Stirling Moss e em 1972 participou co primeiro Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, uma prova extra-campeonato em que chegou na sexta colocação com um March  alugado, após largar em oitavo, com o tempo de 2min42s700, e média de 176,102 km/h. Lembrando que nesta época o traçado de Interlagos tinha 7.960 metros de extensão.

Competiu em diversas provas de endurance na Europa na década de 70 guiando um Porsche 908 no Campeonato Mundial de Marcas.

Oficialmente, na Fórmula 1, dipustou uma única corrida, em 1973, também no Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos pela equipe Surtees e terminou em 12º lugar.

Em janeiro de 2011 lançou o livro "Paixão e Técnica ao Volante - A História do Automobilismo Brasileiro", um presente aos apaixonados por automobilismo.

Em 13 de março de 2011 recebemos a seguinte informação do jornalista Wagner Gonzalez:

"Em uma cerimônia marcada pela presença de amigos e fãs, os filhos e a esposa de Luiz Pereira Bueno espalharam, ontem (sábado, 11), as cinzas do piloto no asfalto de Interlagos. Falecido em 08 de fevereiro de 2011, após um longo período de luta contra o câncer, Luizinho foi cremado em São Paulo e recebeu sua última homenagem de forma marcante: três dos carros com os quais conseguiu seus maiores resultados - o Porsche 908 e os Binos Mark I e II -, foram alinhados no trecho remanescente das curvas 1 e 2 de Interlagos, talvez o mais veloz dos autódromos brasileiros, e em torno dele seus familiares - sob a comoção de amigos e companheiros de pista-, faziam o grande campeão voltar ao pó. Na cerimônia organizada pela prefeitura de São Paulo e pela administração do autódromo José Carlos Pace, Francisco Lameirão (que ao lado de Bird Clemente liderou o movimento que amparou Pereira Bueno em seus últimos dias), lembrou os feitos e o caráter generoso e modesto deste paulista cuja carreira ficou marcada para sempre na história do automobilismo nacional."

Wagner Gonzalez
ver mais notícias

08/12/1962-  500 Milhas de Interlagos - Renault Gordini 845cc nº 42 - c/ Ettore Beppe cat. TA-850

28/04/1963 - 12 Horas de Brasília - Trampolim do Eixo/DF - Renault Gordini 845cc nº 40 - c/ Chiquinho Lameirão / Christian Heins cat. categoria TA-850

25/08/1963 - II Circuito de Araraquara/SP - Araraquara/SP - Renault Gordini 845cc nº 41 cat. TA-850

10/11/1963 -  1500 Quilômetros de Interlagos/SP - Renault 1093 845cc nº 40 - c/ Wilson Fittipaldi Jr. cat. TA-850

14/03/1964 - Prêmio Amilcar Laurindo Ribas - G-III - Interlagos/SP - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.0

22/03/1964 - III Circuito da Barra da Tijuca/RJ - Gr. III - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.3

03/05/1964 - Circuito de Recife/PE - Cid. Universitária - Carretera Gordini 998cc nº 47 ? cat. T-1.3

24/05/1964 - II 12 Horas de Brasília/DF - Trampolim do Eixo - Willys Interlagos 998cc nº 12 - C/Bird Clemente / Wilson Fittipaldi Jr. ? cat. T-1.3

07/06/1964 - GP Estado da Guanabara - Ilha do Fundão/RJ - Willys Interlagos 998cc nº 12 ? cat. T-1.3

26/07/1964 - III 100 Milhas da Guanabara - Barra da Tijuca/RJ - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.3

15/08/1964 - 1000 Quilômetros de Interlagos/SP - Willys Interlagos 998cc nº 12 - c/ Bird Clemente ? cat. T-1.3

26/04/1965 - 12 Horas de Brasília/DF - Trampolim do Eixo/DF - Willys Interlagos 998cc nº 21 - c/ Wilson Fittipaldi Jr / Bird/Pace ? cat. T-1.3

16/05/1965 - 500 Quilômetros da Guanabara - Barra da Tijuca/RJ - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.0

20/06/1965 - 6 Horas de Velocidade - Interlagos/SP - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.0

26/09/1965 -  Circuito Força Livre - Cidade Universitária/PE - Carretera Gordini 1.296cc nº 46 cat. T-1.3

24/10/1965 -  500 Km de Recife - Cidade Universitária/PE - Willys Interlagos 998cc nº 21 ? cat. T-1.3

04/09/1966 -  3 Horas de Velocidade - Interlagos/SP - Alpine A110 Renault 1.296ccnº 46 ?cat. PT/GT

07/09/1966 -  500 Quilômetros de Interlagos/SP - Alpine A110 Renault 1.296ccnº 47 ? cat. PT/GT

13/11/1966 - 12 Horas de Lajes/SC - Lajes/SC - Willys Interlagos 998cc nº 100 ? c /Luiz Fernando Terra Smith cat. GT

29/01/1967 - Camp. Bras. de Subida de Montanha - Serra da Graciosa/PR - Alpine A110 Renault 1.296cc nº 47

19/11/1967 - Camp. Bras. de Subida de Montanha - Estr. Petrópolis-Teresópolis/RJ - Willys MK I Renault 1.296cc nº 21

03/12/1967 -  Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Willys MK I Renault 1.296cc nº 21 ? c/ Luiz Fernando Terra Smith ?cat. PT/GT

Fonte: site oficial de Luiz Pereira Bueno

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES