Luís Campos

Torcedor símbolo do Ceará

Luís Queiroz Campos, ou apenas Luís Campos, foi importante membro da diretoria do Ceará. Grande político, advogado, administrador e político, ele morreu em Fortaleza-CE no dia 2 de agosto de 2020.

Abaixo, o perfil de Luís Campos publicado no site oficial do Ceará:

"Filho de Pedro Ferreira Campos, ex jogador aspirante do Ceará da década de 20. Ainda criança, por influência do seu pai, tornou-se torcedor do Ceará Sporting Club. Sempre visitava a antiga sede do Ceará situada ainda na Rua Senador Pompeu.

Já aos 18 anos de idade, se fez presente a uma assembléia de sócios do Ceará, cuja finalidade era a eleição da diretoria executiva. Os trabalhos eram conduzidos pelo Dr. Lourival Correia Pinho, cidadão de renome na vida pública cearense, Procurador Geral do Estado e diretor do CSC. Nessa ocasião, Luis Campos se propôs a auxiliá-lo nos trabalhos da eleição, colaborando com a elaboração da Ata da Assembléia.

A partir de então passou a participar efetivamente das tarefas burocráticas do Clube, realizando redação de notas, cartas e ofícios, tudo, enfim, que dizia respeito a organização interna da Agremiação. Quando necessário, participava das elaborações das reformas estatutárias, resoluções e portarias do clube, e assim foi substituindo pouco a pouco as tarefas do Dr. Lourival, passando a integrar os poderes diretivos do Clube.

Nessas condições, permaneceu durante cerca de cinqüenta anos, ora integrando cargos na diretoria executiva, ora no Conselho Deliberativo ou Conselho fiscal, e, nos últimos anos ocupou repetidamente o cargo de Secretário Geral do Conselho Deliberativo. Participou efetivamente da vida política do Clube, da elaboração do estatuto social, anterior a nova reforma, bem como da coordenação geral dos trabalhos em épocas de eleições. Foi instado em várias oportunidades a ocupar o cargo de presidente do Ceará, que sempre recusou, entretanto, permaneceu durante todo esse período como um fiel colaborador dos presidentes da diretoria executiva. Seu foco foi sempre unir a família alvinegra, atuando como conciliador e visando o engrandecimento do Clube.

Na Década de 70 elaborou e coordenou uma campanha chamada “Goleada Milionária da Sorte” onde eram sorteados, semanalmente, prêmios valiosos, rendendo um lucro surpreendente, através do qual o Ceará pôde ampliar o seu patrimônio e equilibrar suas finanças, isto, por cerca de três anos, Já na Década de 90, participou também como um dos coordenadores do Projeto Ceará 2000, Movimento fundado pelo grande alvinegro João Vilnei de Oliveira e voltado para o Patrimônio do Ceará, Em várias ocasiões representou o Ceará junto a FCF. Chegou a ocupar os cargos de secretário da FCF e também no Tribunal de Justiça Desportiva. Em diversas ocasiões advogou em defesa dos interesses do Ceará.

Diante de uma vida de trabalho voluntário dedicado ao seu clube do coração, uma marca não poderia deixar de constar nesta exposição, servindo de exemplo para as novas gerações: “a de torcedor de arquibancada inarredável em dias de jogos do Ceará, faça chuva ou faça sol!”"

Luís Campos era casado com Maria Helena, com quem teve cinco filhos: Inês, Hermano, Lidice, Henrique e Alexandre; 14 netos: Renato, Rafael, Michelle, Pedro, Ivna, Roberto, Juliana, Felipe, Marcelo , Giselle, Sabrina, Luís, Maria Helena e Plínio. E um bisneto: Gabriel.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES