Lino

Ex-volante do Santos e Palmeiras
por Rogério Micheletti
 
Um volante que não se limitava apenas a marcar. Joselino Martins de Jesus, o Lino, foi um jogador que podia atuar com qualquer camisa do meio-de-campo: 5, 8, 7 ou 10. A adaptação era quase perfeita. Lino podia jogar como primeiro volante ou até como meia.
 
A versatilidade fez do baiano Lino (nascido no dia 7 de dezembro de 1957, em Salvador-BA, jogador de grandes clubes do futebol brasileiro, entre eles Flamengo, Vitória, Atlético (PR), Santos, Palmeiras e Grêmio. Hoje, Lino mora em Santos (SP) e trabalha como técnico nas categorias de base do Santos Futebol Clube.
 
O início da carreira foi no Ipiranga, da Bahia. Depois, ele se destacou nos times do sudeste e do sul do país. Na equipe do Santos, campeã paulista de 84, o meio-campista era uma das principais peças da equipe comandada por Castilho.
 
Ao lado de Dema, Paulo Isidoro, Humberto Suzigan, Serginho Chulapa, Rodolfo Rodríguez e companhia, Lino ajudou o time da Vila a derrotar o Corinthians na final do estadual.
 
Apesar de ter boa passagem pelo Palmeiras, entre 1986 e 1988, Lino jamais conquistou um título nos tempos de Palestra Itália. O mais próximo foi o vice-campeonato paulista de 86, ano em que o alviverde foi derrotado pela Internacional de Limeira, do técnico Pepe, na final.
 
Pelo Flamengo, no começo dos anos 80, Lino teve grandes craques ao seu lado, entre eles Zico, Adílio, Júnior e Leandro. No Grêmio, já no final da década, o meio-campista era um dos jogadores mais experientes da equipe que tinha os meias Cuca (hoje técnico) e Assis (irmão de Ronaldinho Gaúcho).
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES