Giuseppe Farina

Primeiro campeão mundial de F1
por Marcos Júnior Micheletti
 
O italiano Giuseppe Antonio Farina, também chamado de Nino Farina, foi o primeiro campeão de Fórmula 1, em 1950, ano em que a Federação Internacional do Automóvel instituiu o campeonato. Ele morreu aos 59 anos na cidade de Aiguebelle, na França, em um acidente, mas não como piloto, no dia 30 de junho de 1966.
 
Farina nasceu em Turim, no dia 30 de outubro de 1906, e suas primeiras aventuras como piloto aconteceram em provas locais na Itália, entre elas a "Subida da Montanha".
 
Oficialmente sua primeira prova foi em 1930, quando disputou o Grand Prix Motor Racing, competindo com uma Maserati, passando depois para a Alfa Romeo, vencendo o campeonato italiano de pilotos por três anos consecutivos: 1937, 1938 e 1939.
 
Assim que o Mundial de F1 foi oficializado, formou um quarteto na Alfa Romeo ao lado de Juan Manuel Fangio, Reg Parnell e Luigi Fagioli.
 
A Alfetta 158, projetada por Gioacchino Colombo, foi soberana naquele ano, vencendo seis das sete provas do campeonato, sendo Farina o maior entre os ganhadores, com três triunfos: na abertura do campeonato, em 13 de maio de 1950, no GP da Inglaterra, e depois nos GPs da Suíça (Bremgarten) e Itália (Monza).
Farina foi o campeão com 30 pontos, três a mais que o argentino Juan Manuel Fangio.
 
Ainda pela Alfa Romeo, em 1951, agora com o modelo 159 (dotado de compressor de duplo estágio), fechou o campeonato na quarta colocação, ano em que Fangio conquistou o primeiro de seus cinco títulos mundiais na Fórmula 1. Neste ano venceu uma corrida, o GP da Bélgica, disputado no circuito de Spa-Franchorchamps.
 
Em 1952 transferiu-se para a Ferrari (foi vice campeão neste ano), permanecendo na equipe de Maranello até 1955 e vencendo mais uma corrida: o GP da Alemanha de 1953, em Nurburgring, que à época tinha um traçado de 22 quilômetros. A pole da prova vencida por Farina foi de Alberto Ascari, em 9min56s.
 
A última vez que subiu ao pódio foi no GP da Bélgica de 1955, com um terceiro lugar, em uma prova vencida por Fangio e com Stirling Moss em segundo.
 
Sua última participação oficial na Fórmula 1 aconteceu nas 500 Milhas de Indianápolis, correndo com um chassi Kurtis Kraft 500D e motor Ferrari, mas não se classificou para a prova.
ver mais notícias

Pela Fórmula 1:

Participou de 33 GPs, obtendo cinco vitórias, cinco poles e fazendo por cinco vezes a volta mais rápida em corridas.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    64
  • 2 Pal
    54
  • 3 San
    51
  • 4 São
    46
  • 5 Cor
    44
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES