Eurico Miranda

Ex-presidente do Vasco
por Marcelo Rozenberg
 
Eurico Ãngelo de Oliveira Miranda morreu em 12 de março de 2019, aos 74 anos, vítima de um tumor cerebral, diagnosticado em 2018.
 
Seu corpo foi velado na Capela Nossa Senhora das Vitórias, em São Januário,  Depois, em cerimônia restrita à familiares e amigos, foi sepultado no Cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.
 
Ele foi e sempre será lembrado como um personagem polêmico. Centralizador e excêntrico, este carioca nascido em 07 de junho de 1944 começou a ganhar as manchetes em 1986, quando foi convidado a assumir a vice-presidência de futebol do Vasco. Por muitos anos, atuou como homem de confiança do então presidente Antônio Soares Calçada.

A dupla ajudou o clube a conquistar títulos importantes como a Taça Libertadores da América de 1998.

Em 2001, concorreu e venceu a eleição para a presidência do Vasco apoiado por Calçada. Até 2008, comandou o clube da Colina com mão de ferro, perseguindo seus opositores e vários membros da imprensa que questionaram seus desmandos.
 
O único título de expressão que alcançou em sua gestão foi o Campeonato Carioca de 2003, conquistado em cima do Fluminense.

Depois de 41 anos, no final de junho de 2008, Eurico deixou o alto comando do clube. Não concorreu na eleição em que a chapa da situação foi derrotada pela da oposição, comandada pelo ex-atacante Roberto Dinamite. Usou o amigo Amadeu Pinto da Rocha para se livrar da derrota certa. Dias depois, o cartola renunciou à vice-presidência do Clube dos 13.
 
No entanto, em 2014, seis anos após deixar a presidência do Vasco da Gama, foi mais uma vez eleito para comandar o Gigante da Colina, recebendo mais votos que seus dois adversários juntos: 2.733. Seu mandato chegou ao fim em janeiro de 2018, quando Alexandre Campello venceu as eleições no Gigante da Colina.

O ex-presidente também exerceu o mandato de deputado estadual em duas gestões, contando com votos de vascaínos. Mas este apoio foi rareando na mesma medida em que perdia prestígio por conta de erros sucessivos e desfilava arrogância capaz de tornar o clube de São Januário um dos mais odiados do Brasil. Eurico deixou o comando do time cruz-maltino em junho de 2008. Roberto Dinamite, seu desafeto, assumiu a presidência do clube.

Em 13 de julho de 2009, Eurico Miranda visitou Milton Neves na redação do Portal Terceiro Tempo, em São Paulo. Entre outras coisas, deu nota um para a cidade de São Paulo, zero para Márcio Braga e menos um para Roberto Dinamite.

No vídeo abaixo, relembre o dia em que Neto quebrou o pau no “Terceiro Tempo” com Godoi e com Eurico Miranda. Foi em 2003:

 

ABAIXO, ÁUDIO DE EURICO X MILTON NEVES, RECUPERADO PELO FUTNÁTICOS, DO YOUTUBE. A GRAVAÇÃO É DE 28 DE FEVEREIRO DE 1999, APÓS VASCO 3 X 1 SANTOS, PELO TORNEIO RIO-SÃO PAULO. EURICO XINGA MILTON E ESTE RETRUCA

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES