Damon Hill

Ex-piloto de Fórmula 1
por Ricardo Montesano
 
Campeão mundial de Fórmula 1 em 1996, Damon Hill carrega na bagagem o último título mundial conquistado por um piloto inglês na categoria máxima do automobilismo. Nascido em Londres, no dia 17 de setembro de 1960, Hill fez historia na F-1 ao se tornar o primeiro filho de um campeão a repetir a conquista do pai.
 
Graham Hill, seu pai, foi um dos maiores nomes da Fórmula 1 na década de 1960, vencendo dois campeonatos mundiais, em 1962 e 1968. Além do mais, é o único homem da história do automobilismo a conquistar a chamada "Tríplice Coroa", prêmio denominado à vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, no GP de Mônaco de Fórmula 1 e as 24 Horas de Le Mans.
 
Nascido em 17 de setembro de 1960, em Londres, Damon Hill ficou orfão de seu pai aos 15 anos, quando o avião pilotado por Graham Hill caiu nas imediações do aeroporto de Elstree, na Inglaterra, vitimando também os mecânicos e engenheiros da equipe Hill e o piloto, também britânico, Tony Brise.
 
Graham Hill estava com seu brevê vencido e as licenças da aeronava tambem estavam em situação irregular, o que levou a família a perder praticamente todos os recursos com indenizações.
 
Por isso, a vida de Damon Hill não foi o conto de fadas da maioria dos pilotos que chegaram à Fórmula 1. Ainda adolescente, trabalhou como entregador, usando uma moto, veículo que serviu para que ele começasse no automobilismo.

Embora tenha conquistado mais vitórias do que o pai (22, contra 14), Damon nunca foi reconhecido como um piloto de alto nível técnico. Jamais disputou as 500 Milhas de Indianápolis, nem venceu o GP de Mônaco de Formula 1. Os críticos de plantão dizem que o inglês apenas foi campeão por guiar um carro que era muito superior à concorrência. No entanto, os 115 GPs disputados, as 22 vitórias e as 21 pole positions o colocam em boa posição no ranking da historia da categoria.

Hill ingressou na Fórmula 1 no GP da Inglaterra de 1992, a bordo de um carro da Brabham. Fez mais algumas corridas naquele ano, mas não obteve resultados expressivos. Porém, foi em 1993 que sua carreira deslanchou. Com a saída da dupla Mansell/Patrese da Williams no final da temporada 92, o inglês assumiu um dos cockpits da equipe e formou dupla com o até então tricampeão mundial Alain Prost. Venceu três corridas no campeonato e passou a figurar como um dos nomes fortes da categoria.

Seu principal adversário nas pistas foi ninguém menos que o heptacampeão Michael Schumacher. Os dois se transformaram nos novos protagonistas da Fórmula 1 com a aposentadoria de Prost e a morte de Senna, além de travarem pegas memoráveis entre 1994 e 1995. O saldo foi favorável ao alemão, que venceu ambos os campeonatos. Porém, com a ida de Schumacher para a até então "mediana" Ferrari, em 1996, Hill teve caminho livre para faturar o título no Japão. Ainda teve passagens pela Arrows e Jordan antes de encerrar sua carreira, no final de 1999.

Para os brasileiros, o momento mais marcante envolvendo Hill aconteceu durante o GP do Brasil, em 1993, em Interlagos, quando levou o famoso "Drible do Carro" de Ayrton Senna. No Laranjinha, o brasileiro colocou o carro pela linha de fora e, numa manobra magistral, rapidamente puxou para a linha de dentro enquanto o inglês se defendia dos ataques no lado oposto da curva. O piloto da McLaren assumiu a ponta para vencer pela segunda vez no Brasil. Em 1994, os dois foram companheiros de equipe na Williams ate o GP de Imola, prova que, tragicamente, encerrou a carreira de Ayrton Senna.

Em 2006, Hill foi eleito presidente da Associação dos Pilotos de Corridas Britânicos e concilia sua nova atividade com a função de guitarrista de uma banda de rock chamada "The Conrods?, que reproduz sucessos antigos dos Beatles, Rolling Stones, entre outros.

Casado com Georgie, tem quatro filhos: Oliver, Joshua, Tabitha e Rosie. Oliver, que é portador de Síndrome de Down levou os pais a serem ativos participantes em campanhas sobre a síndrome.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES