Cavadeira

Ex-ponta de Muzambinho

por Milton Neves

Sérgio Américo Montanari, o Cavadeira, foi ponta-direita do futebol muzambinhense.

Irmão de Fominha, Luís, Garrincha, Maria Amélia, Lado e Zé Maria - todos craques -, morreu de algo congênito na família: falência dos rins, aos 50 anos, e está sepultado em Muzambinho.

O apelido, curioso, se deve ao fato de que na infância não tinha os dois dentes da frente, apenas os laterais...

Veloz, driblador, foi sondado por equipes profissionais, mas jamais quis deixar sua terra.

O apelido, Cavadeira recebeu porque por muitos anos ele tinha apenas os dois caninos em sua boca.
Foi um exímio cobrador de pênaltis, nadava e dava pontas como ninguém. Era ótimo também na sinuca e adorava um jogo de pif-paf, no baralho.

Cavadeira deixou um casal de filhos e um neto. O filho de Cavadeira, o menino Mateus, Milton Neves levou para os juniores do Atlético-PR em 2003. Mesmo aprovado, o então garoto voltou para Minas. Uma pena...

Detalhe: o pai de Cavadeira; Luiz Américo Montanari patriarca da família Montanari de craques, também jogou muito. O saudoso "Amerquinho" foi um atacante genial nos anos 30 e 40.

Os filhos do casal Montanari:
Maria Amélia Montanari Bianchi (falecida);
Geraldo Montanari (o Lado);
Luiz Montanari (o Luiz da Receita Federal);
José Maria Montanari (o Zé Maria);
Fernando Eduardo Montanari (o Fominha);
José Antonio Montanari (o Garrincha) e
Américo Sérgio Montanari (o Cavadeira, falecido).

 

ver mais notícias
ver mais Áudio

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES