Carlos Caboclo

Ex-diretor de futebol do São Paulo e do Taubaté
por Raphael Cavaco

Paulistano nascido no dia 27 de dezembro de 1937, Carlos Alberto de Mello Caboclo, o Caboclo, foi diretor de futebol do São Paulo nos anos 70 e 80. A serviço do Tricolor do Morumbi desde 1967, ele ocupou outros cargos de chefia no clube, em áreas como categorias de base, comunicação e marketing. Hoje aposentado, acompanha com entusiasmo as partidas do Tricolor do Morumbi.

"Há muitos anos fundei o departamento de marketing no São Paulo. Estamos atualmente projetando a marca do São Paulo na Inglaterra, por meio de um intercâmbio com o tradicional clube Sheffield United", afirmou.

Casado com dona Ondina e pai de três filhos (Mauricio, Rogério e Marília), Caboclo vive atualmente no bairro de Moema, zona sul da capital paulista. Também mantém uma empresa de distribuição desde a década de 60 no mesmo endereço do Jabaquara.
 
Aliás, Rogério Caboclo, seu filho, é conselheiro vitalício do São Paulo Futebol Clube e assumiu a presidência da CBF para o mandato entre 2019 e 2023.
 
"Antes de morar na zona sul da cidade, em 1945 era o único são-paulino residente na corintiana Vila Maria e depois o único são-paulino a viver no palmeirense bairro do Brás", orgulha-se.

O cartola relata com nostalgia seus grandes momentos no São Paulo. "Tive a honra de colocar a primeira lâmpada no estádio do Morumbi em 1972, à época inaugurando a escolinha do Vicente Feola", recordou.

Segundo ele, diante de inúmeros títulos e glórias, a melhor fase são-paulina ocorreu no início dos anos 90. "Foi a época do Telê Santana que amadureceu o São Paulo definitivamente como clube competitivo. Hoje o São Paulo é o melhor da América do Sul, tendo dez campos de treinamento simultâneo, médicos em todas as áreas de plantão, camarotes europeus no Morumbi e um presidente [Juvenal Juvêncio] realizador?, elogiou.

Caboclo diz ter um dedo na vitoriosa geração dos bicampeonatos da Libertadores e Mundial Interclubes. "Fui eu que trouxe o Telê Santana para o São Paulo. Foi uma negociação difícil, porque o São Paulo não o queria, nem ele que tinha acabado de sair do Palmeiras queria o São Paulo. Mas consegui convencer as duas partes", contou.
 
Além do São Paulo, Carlos Caboclo foi diretor do Esporte Clube Taubaté-SP no final dos anos 90, e também comandou as diretorias de várias federações desportivas, como de vôlei, basquete, natação e futsal. É ainda sócio honorário da Aceep (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) eleito por unanimidade, com discurso de Ari Silva e posse dada por Loureiro Júnior.
ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES