Brigatti

Ex-goleiro da Ponte Preta

por Rogério Micheletti

João Brigatti, ex-goleiro da Ponte Preta, nos anos 80, tem residência fixa em Campinas (SP) e tornou-se preparador de arqueiros e treinador. Ele despontou no futebol em 1983, após defender com sucesso a seleção juniores do Brasil.

No dia 20 de fevereiro de 2020 foi anunciado como treinador da Ponte Preta, em substituição a Gilson Kleina, durante a disputa do Campeonato Paulista, permanecendo no clube até 2 de outubro do mesmo ano, quando foi anunciada sua demissão.

Brigatti já havia comandado o time em 2018, quando iniciou na função de técnico. Em 2019 teve passagem pelo comando do Paysandu.

Disputou, à época, posição com o flamenguista Hugo. O time tinha ainda jogadores como Dunga, Bebeto, Mauricinho (ponta-direita que defendeu o Vasco), Paulinho Carioca (ponta-esquerda que jogou no Flu, Corinthians, Palmeiras e Fla) e Gilmar Popoca.

Apesar de ser apontado por muita gente como um sucessor de Waldir Peres e Carlos, dois grandes arqueiros revelados pela Macaca, Brigatti teve algumas dificuldades para se tornar titular do gol ponte-pretano.

Ele brigou pela posição muito tempo com Sérgio, que depois, já no final da década, foi defender o Santos Futebol Clube. Também enfrentou dificuldades no time da Macaca, rebaixado no Paulistão no final da década de 80.

Alguns companheiros de Brigatti, nos tempos de jogador da Ponte Preta, foram Régis (volante que também foi campeão juniores pela seleção brasileira em 1983), Dicá (já no fim de carreira), Édson Boaro, Carlos, Sérgio, Márcio Luiz, Alfinete, Monga, Jorge Mendonça, André Cruz, entre outros.

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES