Bino

Ex-goleiro do Corinthians
por Rogério Micheletti/colaborou Waldemar Micheletti
 
Um dos marcantes goleiros da história do Sport Club Corinthians Paulista, Bino, o Setembrino da Costa Alves, voltou a viver no interior do Paraná.

Nascido na pequena cidade de Antonina (PR), em 1920 no mesmo dia em que o Corinthians foi fundado (1º de setembro, só que o alvinegro nasceu em 1910), Bino chegou ao Parque São Jorge em 1941 e permanece lá até 1951. Nesse período, ele se destacou no gol corintiano e ganhou o apelido de "Gato Selvagem". "O apelido nasceu porque ele se vestia com uniforme inteiro preto", conta o torcedor corintiano Waldemar Micheletti.

Com a camisa corintiana, Bino fez 232 jogos (133 vitórias, 44 empates e 55 derrotas) e sofreu 383 gols, segundo números do "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte. Como titular, ele foi campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1950. Perdeu a posição para Jurandir.

O goleiro paranaense fez parte de um fortíssimo time corintiano: Bino; Domingos da Guia e Belacosa; Palmer, Hélio e Aleixo; Cláudio (ou Colombo), Luizinho, Nardo, Rafael e Nelsinho (ou Noronha).


ver mais notícias

Pelo Corinthians:

Atuou em  232 jogos, sendo 133 vitórias, 44 empates e 55 derrotas. Sofreu 383 gols, segundo números do "Almanaque do Corinthians", de Celso Unzelte. Como titular, ele foi campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1950. Perdeu a posição para Jurandir.

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES