Arnaldo Tirone

Ex-diretor do Palmeiras
por Túlio Nassif
 
Arnaldo Tirone, um dos mais conhecidos e atuantes cartolas da Sociedade Esportiva Palmeiras, nos tempos de Delfino Facchina e Ferrucio Sandoli, morreu aos 74 anos, em 17 de junho de 1994, dia da abertura da Copa dos Estados Unidos, que acabou sendo vencida pelo Brasil exatamente um mês depois.
 
Ele foi sepultado no dia 18 de junho de 1994 no Cemitério do Araçá, no Pacaembu, Zona Oeste da capital paulista. 
 
Nascido em 14 de junho de 1919, ele estava residindo em Águas de Lindóia (SP) com sua segunda esposa, Anna Nilze Goulin Tirone.
 
Antes, fora casado com a Sra. Jacy Albuquerque, com quem teve três filhos: Moacir A Tirone, Marco Antônio A. Tirone, Arnaldo Luís A. Tirone (presidente do Palmeiras entre 2011 e 2013). Além deles, Rosângela Goulin Tirone Biondo, filha de Tirone com Anna Nilze Goulin Tirone.
 
Empresário, Tirone foi dono de uma fábrica de cuecas chamada Playboy. 

Em 19 de  Janeiro de 2011, o filho homônimo do ex-cartola elegeu-se presidente do Palmeiras, vencendo a eleição com 158 votos dos conselheiros, contra 96 de Paulo Nobre, 21 de Salvador Hugo Palaia, 1 de Carlos Bernardo Facchina Nunes e 1 voto em branco.
 
Ele assumiu o cargo de imediato, em substituição a Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo,  que comandou o clube no mandato anterior, o biênio de 2009/2010.

 

ver mais notícias

Selecione a letra para o filtro

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa

ÚLTIMOS CRAQUES