Treinador recebeu a notícia logo após conceder a entrevista coletiva no CT Rei Pelé

Treinador recebeu a notícia logo após conceder a entrevista coletiva no CT Rei Pelé

O técnico Enderson Moreira foi demitido do comando do Santos nesta quinta-feira. O treinador recebeu a notícia logo após conceder a entrevista coletiva no CT Rei Pelé. O técnico santista se envolveu em polêmica com os "pratas da casa" do clube, fato que desagradou a diretoria santista.

Enderson se reuniu com os dirigentes do clube logo após o treino da manhã desta quinta-feira, no CT, e chegou a discutir com alguns integrantes da cúpula alvinegra. Durante a discussão, o treinador externou a insatisfação pelos reforços que não chegaram, o principal deles, o atacante Walter, do Fluminense. Além disso, o técnico não gostou de ser cobrado sobre seu relacionamento com os atletas revelados no clube.

A diretoria não se conformava com a insistência de Enderson na contratação do gordinho do Fluminense. A cúpula alvinegra reprovou os constantes elogios ao atacante do Flu, que gerava pressão para a sua contratação, e as criticas que ele costuma fazer aos jogadores mais jovens, entre eles, a maior joia do clube, o atacante Gabriel Barbosa.

A diretoria não se conformava com a insistência de Enderson na contratação do gordinho do Fluminense. A cúpula alvinegra reprovou os constantes elogios ao atacante do Flu, que gerava pressão para a sua contratação, e as criticas que ele costuma fazer aos jogadores mais jovens, entre eles, a maior joia do clube, o atacante Gabriel Barbosa.

Outro motivo que pesou foi a forte cobrança aos jogadores mais jovens em treinos no CT. Nesta quinta-feira, Enderson gritou bastante com o zagueiro Gustavo Henrique, o que gerou a insatisfação dos atletas. Os lideres do elenco reprovaram a atitude do treinador, que causou um clima desconfortável durante a atividade. Após o treino, o treinador discutiu com alguns atletas do elenco no Hotel Recanto dos Alvinegros.

Enderson tinha problemas de relacionamento com diversos jogadores do elenco. Profissionais do clube alegam que o treinador só era querido pelos jogadores que foram indicados por ele, entre eles, Chiquinho, Werley, Valencia e Ricardo Oliveira.

UOL Esporte revelou nesta semana a crise do treinador com Gabigol. Enderson não gostava do comportamento do atleta. Ele acredita que o camisa 10 sofre de "estrelismo" e que o pressionava perante a torcida. Para o técnico, o clube também erra ao expor demais o jogador na mídia.

Já profissionais do clube que são favoráveis a titularidade de Gabigol, alegam internamente que Muricy Ramalho, Claudinei Oliveira e Oswaldo de Oliveira, ex-treinadores do clube, nunca acusaram a revelação santista de "estrelismo" e que o atleta tem ótimo relacionamento com os demais jogadores.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa