No intervalo do jogo, Vadão tirou Marta e Formiga

No intervalo do jogo, Vadão tirou Marta e Formiga

Ana Carolina Silva
Do UOL, em Montpellier (FRA)

O técnico Vadão defendeu hoje (13) as substituições feitas ainda no intervalo na derrota do Brasil para a Austrália, por 3 a 2, pela Copa do Mundo Feminina. Após a partida, o treinador disse que não viu as mudanças como um motivo para a queda de rendimento das brasileiras, que chegaram a abrir 2 a 0 no primeiro tempo.

"O que mais a gente sentiu foi que, mesmo com a gente tendo uma queda, não houve infiltrações por parte das adversárias. Em dois lances acidentais: um que não bateu em ninguém e acabou entrando e outro que a Mônica tentou tirar e acabou enganando a Bárbara. Mesmo não repetindo a mesma atuação do primeiro tempo, tomamos dois gols acidentais", afirmou.

No intervalo do jogo, Vadão tirou Marta e Formiga. De acordo com o técnico, as mudanças foram forçadas e não opcionais.

"A Marta vinha sem jogar, de lesão, já estava previsto que ela não jogaria o tempo todo. Ela se queixou de cansaço e a gente tirou. Formiga tomou uma pancada no pé e não conseguiu voltar. Então, perdemos duas substituições logo no intervalo. Mas não houve mudança de formação, apenas de atleta", disse o técnico.

Agora, o Brasil terá um duelo tenso com a Itália para definir a classificação para a próxima fase. Para a partida, Vadão já sabe que não poderá contar com Formiga, que está suspensa pelo acúmulo de cartões amarelos, e não sabe quais serão as condições de Marta.

"A Formiga estaria fora de qualquer forma pelo cartão. Vamos estudar, ver como a Marta estará e depois vamos ver a estratégia que vamos usar", afirmou.

O Brasil encara a Itália na próxima terça-feira (18), às 16 horas (de Brasília).

Foto: Naomi Baker - FIFA/FIFA via Getty Images (via UOL)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa