Treinador do Brasil fugiu de polêmicas sobre o presidente afastado da CBF. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Treinador do Brasil fugiu de polêmicas sobre o presidente afastado da CBF. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

No olho do furacão em meio à crise que se instalou na CBF, o técnico Tite evitou criar mais polêmicas na seleção brasileira. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (7), o treinador brasileiro evitou comentar o afastamento do presidente Rogério Caboclo, acusado de assédio, e destacou que o ambiente efervescente da entidade afeta a preparação da equipe para os jogos das Eliminatórias.

“Sabemos a dimensão que tem (as acusações e o afastamento de Caboclo), a gravidade do caso, temos consciência disso. Agora existe um Comitê de Ética da CBF que toma as devidas providências. Não é da nossa alçada”, disse o treinador, que foi questionado sobre as críticas que vem recebendo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

“O tempo das manifestações é o nosso tempo, o que nós entendemos ser correto, quando falo nós, é comissão técnica e atletas. Temos orgulho muito grande da conduta que temos, do respeito que temos a esse momento e ao nosso. Quero sim, estar de corpo e alma, fazendo o melhor trabalho possível. Queremos jogar bola e fazer um grande jogo contra o Paraguai”, destacou Tite de maneira evasiva. O treinador ainda foi questionado se o técnico da seleção tem que estar alinhado com o presidente da república.

“Técnico de futebol tem que estar alinhado com o futebol”, respondeu o técnico, que ainda garantiu não ter sido ameaçado de demissão por Rogério Caboclo.

Com o momento delicado fora de campo, a seleção volta a jogar na próxima terça-feira (8), em Assunção, onde enfrenta o Paraguai. Nesse contexto, Tite não esconde a dificuldade de fazer a preparação para o duelo.

“(A preparação) Tem sido bastante difícil, porque o momento social é esse. As pessoas acham que temos que ter opinião para tudo. Nós temos que ter capacidade e lugar de fala sobre o que nos diz respeito. É isso o que fazemos com muito amor e paixão. Nós temos dito que temos uma capacidade e inteligência emocionais muito grandes, para saber filtrar as situações, ter tranquilidade, sensatez, apesar das provocações que fazem. Claro que atrapalha, sim, é desafiador. Vamos precisar disso de novo no jogo contra o Paraguai, essa abstração e foco. Externo isso de forma pública o que falei a eles”, declarou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa