Treinador brasileiro destacou que faltou “coordenação dos movimentos” para a equipe. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Treinador brasileiro destacou que faltou “coordenação dos movimentos” para a equipe. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira chegou a 21 pontos, se manteve disparada na liderança das eliminatórias com 100% de aproveitamento, mas a vitória por 1 a 0 sobre o Chile esteve longe de agradar. Para o técnico Tite, a explicação está na falta de entrosamento da equipe.

Com muitos problemas para montar a equipe por conta do veto de alguns clubes europeus, que impediram 11 jogadores convocados de se apresentar à seleção, Tite foi obrigado a modificar bastante a equipe e isso, para ele, foi decisivo para o desempenho abaixo do esperado.

“Oportunidades nós tivemos, mas faltou um pouquinho de coordenação dos movimentos. Faltou um pouquinho mais de entrosamento, numa equipe que mal se ajustou, que nunca jogou junto, no primeiro e no segundo tempo”, comentou o técnico do Brasil.

“O que há é um desafio muito grande de coordenação de movimentos, links, de 11 jogadores que nunca jogaram juntos se ajustarem”, completou.

O Brasil, que alcançou 99% de chances de se classificar para a Copa do Mundo de 2022, volta a campo no domingo (5), em clássico contra Argentina, na Neo Química Arena, em São Paulo. Os argentinos, que ocupam a segunda posição na tabela, também venceram sua partida na retomada das eliminatórias ao fazer 3 a 1 sobre a Venezuela.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa