Na sequência, os mineiros pegam o Palmeiras e Santos encara o Botafogo

Na sequência, os mineiros pegam o Palmeiras e Santos encara o Botafogo

Do UOL, em São Paulo

O América-MG deu um passo importante para se manter vivo na luta contra a degola e, de quebra, ainda deixou o Santos mais longe do G-6. Neste domingo (18), a equipe de Givanildo Oliveira bateu os paulistas por 2 a 1 no Independência, em Belo Horizonte (BH), e impôs a quarta derrota consecutiva ao Peixe no Campeonato Brasileiro. Rafael Moura e Matheusinho fizeram os gols dos mandantes na partida válida pela 35ª rodada, enquanto Gabriel descontou.

Com o triunfo, o Coelho não deixa a zona do rebaixamento, mas chega aos 37 pontos na 17ª colocação e torce contra Ceará (38) e Chapecoense (37), que ainda jogam na rodada. Já o time de Cuca se complica na busca por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Estacionado nos 46 pontos, cai para décimo e fica a sete pontos do Atlético-MG, sexto.

Dando sequência ao Brasileirão, os mineiros enfrentam o líder Palmeiras na próxima quarta-feira (21), às 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque. Já o Santos recebe o Botafogo na Vila Belmiro no mesmo dia, só que às 21h.

O melhor: Rafael Moura
Experiente, o atacante de maior destaque da equipe mineira deu um "calor" na zaga santista. Além de marcar o primeiro gol do jogo em lance de categoria, deu trabalho com pivôs e por pouco não fez mais um em contra-ataque.

O pior: Gustavo Henrique
Escalado ao lado de Alison, o zagueiro paulista não teve um domingo feliz. Além de protagonizar uma falha no primeiro gol do rival, colocou-se à frente do chute de Matheusinho e "matou" o companheiro Vanderlei com um desvio sem muita sorte no segundo.

He-Man abre o placar
Os donos da casa chegaram ao gol após uma falha coletiva da defesa santista. Depois de um bate-rebate, Gustavo Henrique chegou atrasado no lance e furou quando foi afastar. A bola sobrou para Rafael Moura, que passou como quis por Diego Pituca e só chapou na saída de Vanderlei.

Artilheiro aparece e empata
Copete puxou contra-ataque e deixou com Gabriel, que lançou Bruno Henrique em profundidade. O atacante levantou a cabeça e cruzou na medida para o próprio Gabigol, que acompanhou o lance. O artilheiro do campeonato, agora com 17 gols, demonstrou categoria para bater no canto, de chapa, e empatar a partida antes das equipes irem para o intervalo.

O tento fez o Coelho reclamar de forma ostensiva com Dewson Fernando Freitas da Silva, alegando uma falta de Copete no início da jogada - o colombiano teria acertado Ademir com o braço e levado vantagem. He-Man recebeu cartão amarelo.

Matheusinho recoloca América em vantagem
O segundo tempo permanecia morno e sem chances claras até os 20 minutos, quando Matheusinho recebeu passe de Norberto e resolveu chutar a gol. O arremate desviou em Gustavo Henrique e "matou" Vanderlei, que só viu a bola balançar as redes.

Sem levar muitos sustos, os comandados de Givanildo Oliveira ainda acertaram a trave pela segunda vez. Em cobrança de falta, Christian acertou o poste e assustou o goleiro adversário.

Coelho aperta e assusta
O Peixe começou em cima do América-MG, mas logo abaixou o ritmo. E muito por que os mandantes passaram a controlar a bola e o jogo e atacar a meta de Vanderlei. Até por isso, aos sete minutos, quase abriram o placar: Carlinhos recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para Ademir, que se antecipou aos defensores e deu um belo chute para acertar o travessão.

Com a vantagem de 1 a 0 no marcador, Rafael Moura teve chance de ampliar em contra-ataque ainda na etapa inicial, mas Vanderlei espalmou o chute de esquerda e afastou o perigo.

Improvisação deixa "buracos" no Peixe
Os desfalques na zaga forçaram Cuca a improvisar Alison na primeira linha de quatro ao lado de Gustavo Henrique. E isso trouxe problemas. Além de o setor ficar mais exposto nas bolas pelo alto, a cabeça de área não foi devidamente preenchida sem o camisa 5, principal volante do clube, deixando "buracos" para o adversário.

Garoto não dá sorte e sai por lesão
Aposta de Cuca para o duelo deste domingo, o garoto Guilherme Nunes não teve sorte e mal pôde mostrar serviço. Antes dos dez minutos de jogo, o volante de 20 anos se lesionou sozinho quando conduzia a bola perto da linha lateral e precisou deixar o gramado. Ele deu lugar ao experiente Renato.

Ficha técnica
América-MG x Santos

Data: 18 de novembro de 2018
Horário: 17h (de Brasília)
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (BH)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Auxiliares: Heronildo Freitas da Silva e Kléber Lúcio Gil
Cartões amarelos: Norberto, Zé Ricardo, Rafael Moura e Christian (América-MG); Bruno Henrique (Santos)

Gols: Rafael Moura, aos 30 minutos, e Gabriel, aos 45 minutos do primeiro tempo; Matheusinho, aos 20 minutos da segunda etapa.

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Norberto, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos (Giovanni); Zé Ricardo, Juninho, Ademir (Aylon) e Matheusinho (Christian); Luan e Rafael Moura.
Técnico: Givanildo Oliveira.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Alison, Gustavo Henrique e Dodô; Diego Pituca, Guilherme Nunes (Renato) e Rodrygo; Copete (Eduardo Sasha), Bruno Henrique (Arthur Gomes) e Gabriel.
Técnico: Cuca.

(Foto: Reprodução/ Twitter @SantosFC)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Pal
    16
  • 2 Atl
    15
  • 3 San
    14
  • 4 Fla
    13
  • 5 Int
    13
  • Veja tabela completa